Displaying items by tag: Não tenha medo

17 Quando o vi, caí aos seus pés como morto. Então ele colocou sua mão direita sobre mim e disse: "Não tenha medo. Eu sou o primeiro e o último.

18 Sou aquele que vive. Estive morto mas agora estou vivo para todo o sempre! E tenho as chaves da morte e do Hades.

19 "Escreva, pois, as coisas que você viu, tanto as presentes como as que estão por vir.

 

PARTE 3 - Apocalipse 1:17-19
 
*** Contexto Geral ***: Nos últimos 2 estudos, nós vimos muitos detalhes maravilhosos sobre Jesus. Jesus se apresentou para João de uma maneira tão marcante! Esse encontro com Jesus deve ter ficado gravado na mente de João pro resto da vida. E esse parece ser o objetivo que Jesus tem em mente pra quem está lendo essa parte do texto também, não somente para João.
 
Jesus apareceu para João nessa visão de uma maneira que João poderia identificar não somente as atividades de Jesus no céu, mas também o que Jesus significa para a humanidade. Jesus se parece com um ser humano, mas Ele é muito mais. Ele é divino. Ele se parece com Deus Pai.
 
Nessa descrição de Apocalipse 1:12-20, Jesus mostrou pra gente que Ele é Rei e Sacerdote. Como Sacerdote, Ele apresenta Seu sacrifício na cruz como o meio de nos purificar de nossos pecados. Ele cuida individualmente de cada um de nós, e nos oferece um meio de vencer a batalha espiritual que enfrentamos aqui na terra. Ele nos oferece a espada da Sua verdade.
 
*** Quando o vi, caí aos seus pés como morto ***: Essa cena de Jesus, com toda Sua glória, com tanto brilho, com Ele andando por entre os sete candelabros e com as sete estrelas na mão, deve ter sido uma cena impressionante, de deixar qualquer pessoa um tanto abalada. João disse que quando ele viu essa cena, ele caiu aos pés de Jesus como morto. Na Bíblia, nós vemos com uma certa frequência, pessoas caindo aos pés de Jesus depois de experimentarem um encontro especial com o Filho de Deus. Por exemplo, Pedro no barco (Lucas 5:8), o leproso samaritano que foi curado (Lucas 17:15-16), a mulher doente que tocou Jesus (Lucas 8:47), entre muitos outros exemplos. Ezequiel também caiu com a sua face em terra quando teve a visão sobre a glória de Deus (Ezequiel 1:26-28). Saulo, no caminho para Damasco é um outro exemplo (Atos 9:3-6). Um outro momento importante foi quando Pedro, Tiago, e João viram a Transfiguração de Jesus. Após ouvirem Deus falando da nuvem que cobria Jesus, eles "caíram prostrados com o rosto em terra, aterrorizados" (Mateus 17:1-8). Durante a visão, Daniel, e também João, tiveram uma experiência bem parecida da que foi descrita na Transfiguração. Nós lemos em Daniel 8:18 e em Daniel 10:8-9 que Daniel caiu com sua face em terra, tremendo de medo. A cena da Transfiguração, e a visão com o mensageiro de Deus que Daniel e João tiveram, não foram encontros comuns com Cristo. Esses homens viram Jesus como o Céu O vê: coberto com a glória de Deus. Eles devem ter sentido uma sensação extraordinária de medo que fez com que eles caíssem com o rosto em terra.
 
*** Então ele colocou sua mão direita sobre mim e disse: “Não tenha medo” ***: em todas as três ocasiões que mencionamos antes (a visão de Daniel, a Transfiguração, e a visão de João), os homens escutaram as palavras “não tenha medo”, e eles escutaram isso assim que caíram. É o próprio Jesus quem fala isso para eles. Em todas as três cenas, Jesus os toca, e restaura suas forças. Deus já havia prometido esse cuidado especial às pessoas que tivessem esse encontro potente com Ele. Nós vemos essa promessa em Isaías 41:10: “Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; Eu o segurarei com a minha mão direita vitoriosa." Esse verso ganha uma dimensão ainda maior quando nós lembramos que Jesus tinha em Sua mão direita as pessoas que estão transmitindo a mensagem de Deus. As sete estrelas que mencionamos no estudo passado. A mesma mão direita que segura as estrelas, é a mão que ampara João. Esse é o cuidado que Jesus tem para com Seus seguidores. Jesus está demonstrando aqui nesse momento, não somente o Seu poder transformador, representado pela Sua mão direita, mas também a Sua compaixão, e o Seu amor pelo ser humano.
 
O toque extraordinário de Jesus é suficiente pra restaurar João, mas Jesus fez algo mais. Ele confortou João com as palavras “Não tenha medo”. Jesus sabia que toda a cena havia deixado João perplexo. Foi muita informação de uma vez só. Mas Jesus está justamente enviando essa mensagem pra que as pessoas sejam protegidas. Pra que elas possam se preparar para o encontro com Ele no último dia. Essa mensagem serve exatamente para informar as pessoas de que elas não precisam ter medo.
 
*** “Sou o primeiro e o ultimo. Sou aquele que vive. Estive morto mas agora estou vivo para todo o sempre!” ***: Mais uma vez, Jesus se identifica. Ele apresenta Suas credenciais, que são as razões pelas quais nós não precisamos ter medo quando caímos aos Seus pés. Ele é o "Primeiro e o Último". Ele sempre existiu, e sempre vai existir. Ele é Vida. Ele é aquele que morreu, mas ressuscitou e agora vive por toda eternidade. A vitória de Jesus na cruz garantiu a derrota do pecado. Jesus basicamente está contando o final da mensagem de Apocalipse aqui. Ele já é vencedor. O mau não tem a menor chance de derrotar Jesus. A morte e ressurreição de Jesus garantiram a oportunidade de vida eterna pra todos que crerem nEle.
 
*** “E tenho as chaves da morte e do Hades” ***: Antes da gente entrar na parte da morte e do Hades, vamos pensar um pouco sobre o que uma chave representa. A chave da minha casa é uma coisa muito importante. Ela dá acesso a minha família, às minhas coisas. A chave da minha casa representa a minha segurança. Quem tem a chave da minha casa, tem controle sobre a casa, certo?Por isso, eu não dou a minha chave pra qualquer pessoa. Faz sentido? No caso dessas chaves aqui em Apocalipse, elas dão acesso a duas coisas aparentemente estranhas: a morte e o Hades. A gente precisa olhar esse texto com cuidado, para podermos entender exatamente o que Jesus estava comunicando nesse momento.
 
Algumas versões da Bíblia traduzem a palavra Hades como inferno. Hades é a palavra grega hadēs, e na cultura grega, hadēs pode tanto ser um lugar quanto uma pessoa. Em outras palavras, esse termo se refere ao lugar dos mortos, ou aquele que tem domínio sobre os mortos. Os cristãos do primeiro século conheciam bem o conceito pagão e mitologia de Hades. Mas, a coisa mais importante para nós hoje (assim como também foi para os primeiros cristãos) é que nós precisamos ver esse conceito de "morte e Hades" sob a luz das Escrituras, para que não sejamos enganados por nenhum falso ensinamento pagão. Nós temos que ver o que a Bíblia ensina sobre esses conceitos. A palavra em hebraico que corresponde a Hades é Sheol. Então vamos ver o que mais a Bíblia tem a dizer sobre morte e Hades/Sheol.
 
Em Atos 2:29-33, nós lemos que Jesus foi para Hades, ou como algumas traduções dizem, "o mundo dos mortos", o que significa: Jesus morreu. Mas o verso diz que Ele não foi abandonado em Hades (ou seja, Ele não permaneceu morto). Ele ressuscitou para a vida, e agora se encontra exaltado ao lado direito do Pai. Essa passagem de Atos 2:29-33 é a explicação do Salmo 16, escrito por Davi séculos antes. Vamos pesquisar mais sobre Hades/Sheol enquanto sendo um lugar. O que a Bíblia diz que esse lugar é? Para responder essa pergunta, precisamos olhar o Salmo 88:3. Davi diz no texto original: “Minha alma está tão cheia de aflições, que está à beira de Sheol". Algumas versões traduzem Sheol como morte, ou sepultura. Outras usam a palavra original Sheol. Em Gênesis 37:35, vemos a extrema tristeza de Jacó quando ele achou que José estivesse morto. Ele disse que iria lamentar pela morte de José até o dia em que ele mesmo fosse para a sepultura (Sheol). Então podemos ver que Sheol não é um lugar para onde somente as pessoas ruins vão. De acordo com a Bíblia, as pessoas boas vão pra lá também. Jesus, Davi, Jacó, e José tinham a expectativa de irem para Sheol quando morressem.
 
O Salmo 49:14 nos diz que Sheol é o lugar onde a nossa aparência é decomposta e consumida. Então a tradução "sepultura" é uma tradução muito apropriada para Hades/Sheol como o lugar dos mortos. 2 Timóteo 1:10 nos diz que Jesus "aboliu a morte, e trouxe vida e imortalidade à luz". Ele superou a morte. Ele é maior que a morte. Ele tem domínio sobre a morte. Ele julga os mortos. Ele tem o controle, ou seja, Ele tem a chave da morte e da sepultura.
 
Após a morte e ressureição de Cristo, o povo de Deus pode desfrutar vida eterna sem se preocupar com a segunda morte. Apocalipse 20:6 diz que a segunda morte não tem poder sobre o povo que tem o selo de Deus. As passagens de Apocalipse 20:10, 13-15 são muito claras, e nos dizem que Satanás, as duas bestas, morte e Hades, juntamente com as pessoas cujos nomes não estiverem no livro da vida serão "jogadas no lago de fogo. O lago de fogo é a segunda morte”. Esta é a explicação de COMO não haverá mais morte ou sepultura, ou seres pecadores, ou dor, ou lágrimas (Apocalipse 21:4) depois que a própria morte e a sepultura, Satanás e as bestas, e os ímpios forem destruídos. Jesus está dizendo aqui nesse verso em Apocalipse 1, que Ele tem controle sobre o destino final de tudo, inclusive da morte. Então, mesmo que a versão da sua Bíblia tenha a palavra inferno em lugar da palavra Hades, é importante ter em mente o sentido bíblico do que isso significa, e o sentido é sepultura.
 
*** Tanto as presentes como as que estão por vir ***: Em seguida, Jesus disse a João que ele deveria escrever tudo o que ele estava vendo. Como a gente viu em Apocalipse 1:1, sobre “as coisas que em breve devem acontecer”, os eventos relacionados ao tempo do fim começaram quando Cristo morreu, ressuscitou e ascendeu aos Céu. A mensagem que João está escrevendo para as sete igrejas era relevante para elas. Elas precisavam de muita ajuda. Como vamos ver quando entrarmos em mais detalhes sobre cada igreja, muitas coisas já estavam acontecendo naquela época. Mas a mensagem não era somente sobre as coisas presentes. Era também importante para as gerações futuras, uma vez que haviam coisas que só iriam acontecer mais à frente. É por isso que uma visão histórica é essencial no estudo de Apocalipse. Nós precisamos ver os eventos desde o começo da humanidade. Não podemos entender o fim se se a gente não entendemos como tudo começou. Então, com essa frase, Jesus está dizendo a João que a mensagem que Ele está enviando inclui coisas que já estavam acontecendo e também coisas que iriam ainda acontecer.
 
*** Visão Geral ***: Muitas vezes a gente lê na Bíblia que quando as pessoas tiveram um encontro especial com Cristo, elas caíram aos pés de Jesus. Nesse momento, a mão de Jesus estava sempre pronta para levantar, encorajar, e fortalecer essas pessoas. Ele queria assegurar Seu povo de que Ele é aquEle que conquistou a morte. Jesus é quem está no controle, e um dia as forças oponentes serão destruídas para sempre, inclusive a própria morte. Ele é Aquele que Vive, que está dizendo para João escrever essa mensagem sobre as coisas que estavam acontecendo naquela época e também sobre as que aconteceriam em breve. Jesus deu a João todo esse panorama histórico, com referências aos tempos dos profetas e Moisés, para que Nós que estamos agora lendo essa mensagem, pudéssemos compreender que Ele ainda é o mesmo Deus que estava tão presente no passado. E Ele e que tem dado a Seu povo a mesma mensagem através dos tempos. Não podemos separar o começo do mundo de seu fim, porque o problema atormentando a humanidade no fim do mundo é o mesmo que afligiu Adão e Eva no início: que é o pecado. Os eventos que “estão por vir" na terra são as coisas que vão acontecer como consequência daquelas que aconteceram no passado. Esses eventos futuros vão resultar na resolução do problema do pecado de uma vez por todas. Mas a gente não precisa ter medo desse processo porque Jesus é quem está no controle. Ele segura Seus fiéis com a Sua mão direita de vitória. Ele quer restaurar as nossas forças, e nos dar a vida eterna.

14 Sua cabeça e seus cabelos eram brancos como a lã, tão brancos quanto a neve, e seus olhos eram como chama de fogo.

15 Seus pés eram como o bronze numa fornalha ardente e sua voz como o som de muitas águas.

16 Tinha em sua mão direita sete estrelas, e da sua boca saía uma espada afiada de dois gumes. Sua face era como o sol quando brilha em todo o seu fulgor.

20 Este é o mistério das sete estrelas que você viu em minha mão direita e dos sete candelabros: as sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candelabros são as sete igrejas".

 

PARTE 2 - Revelation 1:14-16, 20

*** Considerações gerais ***: Não tem assunto melhor pra gente falar do que Jesus, não verdade? É muito bom que Apocalipse começa com essa descrição de Jesus logo no primeiro capítulo. Jesus quer mostrar pra gente quem Ele é. Ele quer estabelecer um relacionamento com as pessoas que estão lendo essa mensagem. A mensagem precisa se tornar muito mais do que palavras em um livro. Ele quer que a gente tenha a experiência marcante desse encontro com Ele.

Nós temos em Apocalipse 1:14, 15, 16, e 20, uma descrição da aparência de Jesus que é muito chocante. Mas eu gostaria que você tivesse uma coisa em mente. João está explicando aqui, muito além da descrição da aparência física de Jesus. O ponto principal dessa descrição está em mostrar o caráter, o amor, e o propósito de Cristo. Então, se a gente fosse tirar uma foto dessa cena, onde só o visual fosse aparecer, seria uma foto muito estranha. Então vamos ter isso em mente, que essa é uma foto daquilo que nós vemos em Jesus somente quando passamos tempo com Ele e quando tomamos tempo pra desenvolver um relacionamento com Ele. Essa é uma foto do caráter de Jesus.

*** Contexto Geral ***: No estudo #8, que foi a parte 1 desse estudo sobre Jesus, nós vimos a comparação da descrição de Jesus que vemos em Apocalipse, com outros versos na Bíblia, que descrevem Jesus de uma maneira muito parecida. Esses outros versos estão em Ezequiel 1:26-28, Mateus 17:2-6, e Daniel 10:5-12.

Os versos em Daniel trazem todos os elementos que vemos aqui em Apocalipse 1. Os versos em Ezequiel e Mateus também são equivalentes, mesmo não dando tantos detalhes. As palavras que esses escritores usaram pra descrever Jesus são quase que as mesmas. E veja que Daniel escreveu sobre essa visão que ele teve cerca de 600 anos antes da visão de João acontecer.

Nesses versos em Apocalipse, vemos 7 descrições de Jesus, 2 coisas que Ele estava ativamente fazendo nessa cena, a reação de João, e a compaixão de Jesus em resposta à reação de João. Tudo isso está descrito nessa “fotografia” de Jesus.

Interessante como o número 7 aparece o tempo todo, não é mesmo?Bom, nós vimos a primeira descrição de Jesus no estudo #8: Jesus se parece com um ser humano que está vestindo uma roupa de Rei e Sacerdote. A gente viu também a primeira coisa que Ele estava fazendo na cena. Ele estava andando por entre os sete candelabros, que representam as 7 igrejas para quais João está enviando a mensagem de Apocalipse.

Vamos então agora explorar as outras 6 descrições de Jesus e também, ver a segunda coisa que Ele estava fazendo.

*** Cabelos e cabeça brancos como lã e neve ***: João descreveu Jesus como tendo cabelos e cabeça brancos como a lã e neve. Vamos comparar essa descrição com Daniel 7:9. Nesse verso, lemos a parte da visão em que Daniel vê o "Ancião de Dias” (O ancião de Dias é Deus Pai), e Ele está se assentando no trono. Daniel descreve Deus Pai como estando vestido com uma roupa "branca como a neve; o cabelo era branco como a lã". Mais tarde na visão, nos versos 13 e 14, Daniel diz que aquele que parecia "um filho de um homem" se aproximou do Ancião de Dias. Como vimos no estudo #8, Jesus é aquele que se parecia como um filho de homem. Continuando o texto em Daniel, lemos como Deus deu a Jesus "autoridade, glória e reino". João, em Apocalipse 1:14 está descrevendo Jesus como tendo as mesmas características e autoridade do Pai. O pai tem os cabelos brancos, Jesus também tem os cabelos brancos. O próprio Jesus disse: “[...] Quem me vê, vê o Pai [...]” (João 14:9). Em Mateus 28:18, lemos que após a Sua ressurreição, Jesus disse o seguinte aos discípulos: “[...] "Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra.”
 
*** Seus olhos eram como chama de fogo ***: Hebreus 4:13 diz que nada pode se esconder da vista de Deus. Ele pode ver tudo (Jó 28:24; Provérbios 15:3). No texto original de Êxodo 15:26, lemos que se as pessoas fizessem o que é correto diante dos olhos de Deus, obedecendo Seus mandamentos, Ele os pouparia das pragas que afligiram os egípcios, porque Ele é um Deus que cura. Em Deuteronômio 4:23-24, lemos que Deus é um "fogo consumidor" para aqueles que não guardam Seus mandamentos. Então, em Apocalipse 1:14, temos a descrição de olhos em chamas que vêem absolutamente tudo. Olhos que podem purificar os Seus servos fiéis, e que também podem consumir (ou julgar) aqueles que escolherem não seguir os Seus ensinamentos.
 
*** Seus pés eram como o bronze numa fornalha ardente ***: A palavra bronze usada nesse verso é chalkolibanō, e significa bronze polido, ou latão. Os termos bronze e latão são usados como sinônimos em diferentes traduções. Em hebraico, a palavra para chalkolibanō usada em Daniel 10:6 é nə·ḥō·šeṯ. O bronze e o latão são ligas de metal, ou seja, eles não são feitos de metal puro. Bronze é um metal que contém cobre e estanho, e latão é feito de cobre e zinco. Muitos dos móveis e utensílios no tabernáculo eram feitos ou cobertos de ouro (Êxodo 25 - 30). Mas todos os outros utensílios, argolas, e estacas eram feitos de bronze (Êxodo 27:19; 26:37; 27:17). Possivelmente, as coisas mais interessantes no tabernáculo, que eram feitas de bronze, eram o Altar do Holocausto (Êxodo 27:1-8) e a Bacia para lavagem (Êxodo 30:17-21). Os sacrifícios eram oferecidos no altar, onde eram queimados com fogo. Isso nos faz lembrar de uma fornalha. Os sacerdotes deveriam se lavar na bacia antes de oferecerem sacrifício e antes de entrarem na Tenda do Encontro para que eles não morressem quando entrassem lá. Tanto o altar quanto a bacia apontam para Cristo. Jesus é o Cordeiro sacrificado no altar, e através do Seu sacrifício, nossos pecados são lavados e por isso podemos viver (1 João 1:7; Romanos 6:22). Outro objeto importante de bronze, também simbólico de Cristo, é a serpente que Deus mandou que Moises construísse para salvar o povo das picadas mortais de serpente quando eles estavam no deserto (Números 21:4-9). Se alguém que tivesse sido mordido olhasse para a serpente de bronze no poste, essa pessoa iria viver. Essa história parece estranha a primeira vista, mas Jesus explicou o significado da serpente de bronze em João 3:14-15. Ele disse: "Da mesma forma como Moisés levantou a serpente no deserto, assim também é necessário que o Filho do homem seja levantado, para que todo o que nele crer tenha a vida eterna". Então, podemos ver que os pés de bronze polido em Daniel 10:6 e Apocalipse 1:15 são uma forte referência a todos esses itens de bronze que nós vimos aqui, que são símbolos do sacrifício de Jesus. Assim como a liga de metal é composta de dois elementos diferentes, Jesus é ao mesmo tempo divino e humano (Colossenses 2:9). Ele era sem pecados, mas se tornou pecado (2 Coríntios 5:21) para poder pregar o pecado na cruz, e nos oferecer vida através de Sua morte.
 
*** Sua voz era como o som de muitas águas ***: O Salmo 29 nos dá uma descrição poderosa da majestade e força da voz do Senhor. O salmo diz que "A voz do Senhor ressoa sobre as águas", e troveja de tal forma que "no Seu templo, todos clamam: Glória!" Essa descrição da voz do Senhor nos faz lembrar dos sons que acompanharam a nuvem do Senhor em Êxodo 19:16, com tantos trovões e relâmpagos. Essa descrição do som da voz de Jesus é idêntica à descrição da voz de Deus em Ezequiel 43:2. João descreve a magnitude da voz de Jesus como sendo tão forte quanto a voz do Pai. Podemos realmente entender essa voz magnífica quando lemos Apocalipse 19:6: a voz de Deus soa como a voz de uma grande multidão. Então, não é apenas “quem vê Jesus vê também o pai”, mas quem ouve Jesus, ouve também o Pai.
 
*** Tinha em sua mão direita sete estrelas ***: Vamos falar agora da segunda coisa que Jesus estava fazendo. Ele estava segurando uma coisa na Sua mão direita. E João disse que ele tinha sete estrelas em Sua mão direita. O verso 20 revela o "mistério das sete estrelas". O verso fala que elas são "os anjos das sete igrejas". A palavra "anjo" em Grego é angeloi, e em hebraico mal·’aḵ. A palavra anjo significa mensageiro, ou representante. No Antigo Testamento, a palavra mal·’aḵ é normalmente traduzida como "anjo", como vemos em Juízes 2:4. Mas Malaquias 2:7 nos dá uma outra dimensão dessa palavra ao dizer que o líder da igreja é "o mensageiro [mal·’aḵ] do Senhor". Como vimos em Apocalipse 1:3, o "Testemunho de Jesus" que deve ser enviado às sete igrejas, deverá ser transmitido para os membros por "aquele que lê" (Apocalipse 1:3). Então, podemos entender que "aquele que lê" é um dos líderes locais, mencionados aqui no verso 16 como uma das sete estrelas, ou anjos, na mão de Jesus. O fato de que as estrelas estão na mão direita de Cristo é muito confortante. A mão de Deus é extremamente poderosa e Ele vai proteger seus fiéis (Josué 4:24; 2 Crônicas 20:5-9). O próprio JesUs disse, em Mateus 28:20, que Ele estaria com Seus seguidores até o fim dos tempos. Veja que Jesus está enfatizando nessa cena de Apocalipse que aquelas pessoas, ou mensageiros, que estão transmitindo a mensagem inalterada de Deus estão sob Seu cuidado e direção. Que coisa maravilhosa!
 
*** Da sua boca saía uma espada afiada de dois gumes ***: Vamos agora falar da parte da cena que possivelmente é a mais chocante visualmente. Mas vamos lembrar do que a gente falou antes. Essa é uma foto do caráter de Jesus, certo? Bom, então vamos lá. João disse que da boca decJesus saía uma espada afiada de dois gumes. A gente espera que alguém que usa uma espada, carregue essa espada na mão. Mas a espada de Jesus sai da Sua boca. Então, já dá pra ver que essa espada é um símbolo pra alguma outra coisa. E como sempre, a própria Bíblia explica o que esse símbolo é. Hebreus 4:12 diz: "Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração." A espada saindo da boca de Jesus é a Sua palavra, os Seus ensinamentos, o Seu testemunho. E a Sua palavra executa julgamento (veja também Jó 19:25-29, Isaías 66:15-16). A espada de Jesus tanto proteje Seus seguidores, quanto destrói aqueles que escolhem o mal ao invés do Seu amor. Você percebeu? A espada é a mesma. A verdade é uma só. A verdade de Deus, descrita aqui como essa espada afiada, protege quem a segue, mas destrói quem a rejeita. A verdade simplesmente é. O destino final das pessoas - se elas vão ser protegidas ou destruídas - vai depender da escolha dessas pessoas e não da espada. Se as pessoas escolherem seguir a verdade, elas serão protegidas. Se elas escolherem rejeitar a verdade, elas serão destruídas. A espada é afiada, e ela age de acordo com a escolha de cada pessoa.
 
*** Sua face era como o sol quando brilha em todo o seu fulgor ***: 2 Crônicas 7:14 diz que quando nos humilhamos, orando e buscando Sua face, e nos desviando do mal, Ele vai ouvir as nossas preces e nos perdoar. No texto do Salmo 80, Davi está pedindo que Deus reavive e restaure seu povo e que resplandeça Sua face sobre o povo para que pudessem ser salvos. No Salmo 119:134-135, Davi usa a mesma expressão, pedindo que Deus resplandeça sobre ele. Ele quer que Deus ensine Seus decretos. O fato de Davi estar pedindo que Deus resplandeça Sua face sobre ele pra que ele possa aprender os mandamentos de Deus é muito interessante. Isto porque imediatamente antes de Deus dar a Moisés, pela segunda vez, as tábuas com os Dez Mandamentos, Moisés pediu para ver a glória de Deus (Êxodo 33:18-23). Deus concordou em mostrar apenas as Suas costas. Ninguém na terra pode ver o rosto de Deus e sair vivo. Então Deus disse a Moisés que Ele o protegeria com Sua mão ao passar. Podemos entender que a glória de Deus é expressada em sua plenitude pela Sua face. O brilho de Sua face traz salvação e vontade de seguir Seus mandamentos. Em Apocalipse 1:16 João pode ver a face daquEle que é semelhante ao "Filho do Homem", e a glória da Sua face é tão forte que ele a compara com o sol, da mesma maneira que João havia visto na Transfiguração de Jesus (Mateus 17:2). Que visão magnífica!
 
*** Visão Geral ***: João vê Jesus por completo, literalmente da cabeça aos pés. Essa descrição de Jesus é muito parecida com a descrição do Pai encontrada no Antigo Testamento. O Filho e o Pai compartilham a mesma autoridade e glória. Jesus pode ver os pensamentos mais íntimos das pessoas, e nada pode ser escondido dEle. Ele pode julgar porque ele pode ver tudo. Jesus vê o quadro por completo, nos menores detalhes. Através do Seu sacrifício na cruz, Ele pode lavar a humanidade de seus pecados, evitar que tenham morte eterna, e permitir que entrem no Céu. A voz poderosa de Jesus e Sua mão de justiça chamam e protegem Sua igreja, e dão para ela o meio de continuar: Sua palavra, que é a melhor das melhores armas para ser usada na guerra espiritual que está sendo travada nessa Terra. Cada palavra que sai da boca de Jesus é como uma espada afiada que ao mesmo tempo protege Seu povo e consome aqueles que escolhem uma vida sem Cristo. Jesus é o único que traz salvação, e a glória de Sua face nos inspira a seguir os Seus ensinamentos.

   

Bíblia - JF de Almeida RC  

   
   
© Hello-Bible 2016