Friday, 07 October 2016 17:49

34. Cantando um cântico novo - PARTE 1 * Apocalipse 5:7-9

Written by

7 E veio, e tomou o livro da destra do que estava assentado no trono.

8 E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos.

9 E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue nos compraste para Deus de toda a tribo, e língua, e povo, e nação;

 

*** Ele recebeu o livro da mão direita do Pai ***: Em Apocalipse 5:1, estudamos que o livro selado estava ao lado direito de Deus (estudo #31), da expressão grega Epi ten dēxian. De acordo com Stefanovic, temos aqui uma outra expressão rara, do grego Ek Tēs Dexias, que também não ocorre em nenhuma outra passagem do Novo Testamento. Mesmo essa expressão podendo significar ‘da mão direita’, ou ‘do lado direito’, podemos entender que ela também se refere ao lado direito de Deus Pai, que está sentado no trono quando Jesus chegou no Céu (veja o estudo #33). O verso 7 dá a entender que Jesus se aproximou do trono, e tomou posse do livro selado.

*** Os quatro seres viventes e os 24 anciãos prostraram-se *** Mais uma vez, os quatro seres viventes e os 24 anciãos estão liderando o louvor. Após Jesus tomar posse do livro, os quatro seres viventes e os 24 anciãos prostraram-se diante do Cordeiro. Essa é uma reação similar à que vimos de João, em Apocalipse 1:17 (estudo #10), quando ele se viu na presença de Jesus. Ao contrário do que lemos em Apocalipse 5:8, onde vemos os anciãos e os seres viventes prostrados, no verso 14, somente os 24 anciãos se prostram em adoração.

*** Cada um deles tinha harpas, e taças de ouro cheias de incenso ***: O anjo em Apocalipse 8:3-5 tem incenso para oferecer, e uma taça dourada que contém as orações dos santos. Então a idéia de que anjos podem participar na entrega das orações dos santos a Deus existe em outra parte de Apocalipse. Mas aqui, o texto começa a ficar um pouco mais complicado. O texto não deixa claro se apenas os 24 anciãos possuíam as harpas e as taças de incenso, ou se os seres viventes também tinham esses instrumentos. À primeira vista, parece que todos eles tinham uma harpa e o incenso, mas não podemos descartar a possibilidade de que apenas os 24 anciãos os tinham nas mãos. Mais a diante, no verso 14, somente os anciãos se prostram, enquanto os quatro seres viventes estavam fazendo outra coisa. A expressão “cada um deles”, no verso 8, vem do grego hekastos, que se refere a cada unidade ou indivíduo distinto, e não a um grupo. Essa expressão se encontra logo após “os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro”. Então surge a pergunta: será que os 24 anciãos estavam fazendo algo diferente dos seres viventes desde o verso 8? A resposta para essa pergunta possivelmente está relacionada com o verso 9, e quem estava cantando o cântico novo.

*** Taças de ouro cheias de incenso ***: No Santuário do Antigo Testamento, os sacerdotes tinham que manter incenso queimando constantemente (Êxodo 30:7-8). Esse era o serviço do sacerdote (2 Crônicas 26:18-19). E esse era um serviço tão sério, que se não fosse feito corretamente, como especificado por Deus, podia ser uma questão de vida ou morte (Levítico 16:12-13). O fato de que os 24 anciãos têm as taças de incenso, significa que eles têm uma função sacerdotal no céu. As taças de incenso são muito importantes. Apocalipse 5:8 diz que elas “são as orações dos santos”. Assim como a fumaça do incenso no Santuário terrestre cobria a tampa da Arca do Concerto, as orações dos santos fluem diretamente para o trono de Deus. Aqueles segurando o incenso parecem estar envolvidos em trazer as orações do povo até Deus.

*** Eles cantavam um cântico novo ***: Eles estavam cantando um tipo de música que eles nunca haviam cantado antes. Apresentava um novo tema que nunca antes tinha sido visto no Céu. Cristo havia acabado de retornar como o Cordeiro que havia sido morto, então o coro celeste ajustou suas músicas para refletir o novo papel de Jesus Cristo como Redentor. Antes da morte e ressureição de Jesus, Ele não havia ainda pago o preço pela humanidade por completo. Sua missão de mostrar o Pai estava quase terminada mesmo antes da cruz. Mas Jesus tinha que morrer nossa ‘morte eterna’ em nosso lugar para poder validar o plano da salvação. Uma música com esse tema não faria sentido antes de Ele passar por todo o processo. E então, agora que Jesus havia completado essa parte do plano, surgiu a necessidade de cantar uma música refletindo os eventos mais recentes da vitória de Cristo. Jesus havia acabado de receber o direito de abrir o livro e os selos. Iremos continuar a análise de Apocalipse 5:9 no estudo #35.

*** Visão Geral ***: Após Jesus chegar ao Céu, Ele se aproximou do trono, e tomou para si o livro que estava ao lado do Pai. Imediatamente, os quatro seres viventes e os 24 anciãos começaram a adorar a Cristo. A vitória de Jesus Lhe concedeu o direito de abrir o livro selado. Eles não somente estavam tendo um serviço de adoração na sala do trono, mas também estavam envolvidos em atividades sacerdotais. Eles estavam carregando taças de incenso. As orações dos santos pareciam ser importantes o bastante para João mencionar nesse trecho. A vitória de Cristo se tornou a letra do novo cântico. O céu estava comemorando e se alegrando de um jeito inédito. A maneira como o Universo vê Cristo havia sido mudada para sempre. Sua morte e ressurreição significaram não somente vida para Si próprio, mas também para todas as pessoas que acreditam no poder do Seu sacrifício.

   
Real time web analytics, Heat map tracking
© Hello-Bible 2016