Friday, 05 August 2016 19:03

25. Igreja em Filadélfia e a verdade inabalável  * Apocalipse 3:7-13, Parte 2 de 2

Written by

7   Ao anjo da igreja em Filadélfia escreva: Estas são as palavras daquele que é santo e verdadeiro, que tem a chave de Davi. O que ele abre ninguém pode fechar, e o que ele fecha ninguém pode abrir.

8   Conheço as suas obras. Eis que coloquei diante de você uma porta aberta que ninguém pode fechar. Sei que você tem pouca força, mas guardou a minha palavra e não negou o meu nome.

9   Vejam o que farei com aqueles que são sinagoga de Satanás e que se dizem judeus e não são, mas são mentirosos. Farei que se prostrem aos seus pés e reconheçam que eu amei você.

10  Visto que você guardou a minha palavra de exortação à perseverança, eu também o guardarei da hora da provação que está para vir sobre todo o mundo, para pôr à prova os que habitam na terra.

11  Venho em breve! Retenha o que você tem, para que ninguém tome a sua coroa.

12  Farei do vencedor uma coluna no santuário do meu Deus, e dali ele jamais sairá. Escreverei nele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu da parte de Deus; e também escreverei nele o meu novo nome.

13  Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.


PARTE 2

 

*** Destinatário -> “Ao anjo da igreja em Filadélfia” ***: Mais uma vez, a carta é endereçada ao líder da igreja, mas o texto se aplica a todos os membros. Veja os comentários no estudo #9, #12, e #14.

*** Remetente -> “aquEle que é santo; verdadeiro, que tem a chave de Davi; que abre e ninguém fecha, e que fecha e ninguém abre” ***: Jesus começa a carta estabelecendo Sua divindade (Isaías 6:3). Vemos uma declaração semelhante em Isaías 43:15: “Eu sou o Senhor, o Santo de vocês, o Criador de Israel e o seu Rei.” Seu nome é Santo (Isaías 57:15). Seu nome também é Fiel e Verdadeiro (Apocalipse 19:11). Em Apocalipse 1:18, lemos que Jesus tem as chaves da morte e do Hades. Aqui, Ele tem a chave de Davi. Vimos no estudo #10, que Jesus exerce completa autoridade sobre a morte e a sepultura, porque Ele as superou. Por isso Ele tem essas chaves. Então, o que Jesus recebeu, ou fez, que Lhe deu direito de ter a chave de Davi? A chave de Davi é uma referência a uma profecia sobre Jerusalém. Esse trecho se encontra em Isaías 22:20-24. Podemos ler que Deus prometeu dar a Eliaquim “a chave do reino de Davi”, e, ao fazer isso, o que ele abrisse, ninguém poderia fechar; e o que ele fechasse, ninguém poderia abrir. Deus estava dando a Eliaquim completa autoridade sobre Jerusalém e Judá (Isaías 22:21). Ao dizer que Ele tem a chave de Davi, Jesus está dizendo que Ele exerce completa autoridade sobre Seu povo. Jesus recebeu essa autoridade do Pai (Daniel * 7:13-14; Mateus 28:18), e tem domínio sobre toda a Terra. Jesus (e não um ser humano) é “cabeça de todas as coisas da igreja” (Efésios 1:22). Ele é quem controla a porta que nenhum outro ser pode fechar ou abrir. Veja os comentários sobre o controle que Jesus tem sobre essa porta, no estudo #24.

*** Avaliação -> “Conheço…” ***: Jesus conhece melhor do que ninguém todas as coisas que se passavam nessa congregação. Nada negativo é mencionado a seu respeito. Inclusive, a igreja recebeu duas promessas nesse trecho da carta.

- Obras: As obras em Filadélfia eram resultado do fiel uso da porta aberta que Jesus havia colocado diante da igreja. Mesmo tendo apenas uma pequena força, eles estavam se mantendo firmes na Sua palavra, e não haviam negado Seu nome. Ter poucos recursos não é desculpa para não levar a mensagem adiante. Quando pessoas se fazem disponíveis, Cristo não somente providencia a porta, mas Ele também providencia a maneira de alcançar a meta. Filadélfia estava estrategicamente localizada. Já era um portal bem estabelecido para a comunicação. Tudo que precisavam fazer era utilizar o sistema que já estava no lugar. E se tivessem algum problema no meio do caminho, Jesus poderia facilmente abrir um caminho para eles.

- A sinagoga de Satanás irá adorar aos pés dos fiéis de Filadélfia (promessa): Assim como Esmirna, Filadélfia recebia oposição daqueles que se diziam Judeus, mas que na realidade eram a sinagoga de Satanás. Essa afirmação de Jesus é bem forte. Mais uma vez, vemos que existem apenas dois lados. As pessoas podem escolher apenas entre dois lados: Deus, ou Satanás. Se não estivermos seguindo a Deus, automaticamente estamos seguindo Seu inimigo (Mateus 12:30). Aqueles que são contra Deus podem ter muitos nomes. Ensinamentos do mal podem se apresentar de muitas formas, e aparentar oposição umas às outras. Os verdadeiros seguidores de Cristo seguem apenas um princípio: a Palavra de Deus. Jesus prometeu à igreja que os inimigos de Deus iriam um dia se humilhar diante de dEle, na presença da igreja, e reconhecer que Jesus sempre amou Sua noiva. No verso 9 de Apocalipse 3, Cristo diz algo muito importante a respeito daqueles que se dizem judeus mas não o são. Eles estão mentindo sobre sua verdadeira identidade. Eles se apresentam como sendo o povo escolhido de Deus (simbolicamente representado no texto como “Judeus”), quando na realidade, eles estavam adorando a Satanás. A realidade era completamente diferente da imagem que eles estavam projetando. O ponto principal dessa promessa é que essas pessoas irão um dia reconhecer que: 1) Jesus tem uma igreja; 2) Ele ama Sua igreja; 3) Ele sempre amou essa igreja. Isso significa que eles irão reconhecer que tudo que Jesus fez foi por causa do Seu amor pelo Seu povo. Esse ato de humilhação será a derrota de todos eles.

- Jesus irá guardar a igreja de Filadélfia da hora da provação que está para vir para todo o mundo (promessa): os membros de Filadélfia haviam guardado a palavra da perseverança de Jesus. Eles não haviam se afastado dos Seus ensinos, apesar de suas pouca forças. Por sua vez, Jesus disse a eles que Ele iria protegê-los da hora da provação, ou seja, Seu julgamento. Podemos nos perguntar: mas, porquê? Porque Jesus iria protegê-los? É porque Seu julgamento não irá cair sobre os justos. Apocalipse 3:10 especifica que o julgamento irá cair sobre aqueles que habitam na Terra. Essa expressão é bastante usada no livro de Apocalipse, e é uma forte referência aos ímpios (Apocalipse 6:10; Apocalipse 11:10; Apocalipse 13:8, 14; Apocalipse 14:6; Apocalipse 17:8). Os remanescentes podem ter certeza de que esse julgamento de Jesus não será direcionado a eles, mas sim, apenas àqueles que não são cidadãos do Céu. A hora dessa provação será um evento que os fiéis podem esperar com antecipação como um momento de grande comemoração, sem nenhum motivo para ter medo. Nesse mesmo verso, Cristo está oferecendo ao Seu povo, Sua proteção durante a hora de provação. Vemos essa hora de provação em Apocalipse 16, com as sete últimas pragas. Essas pragas não são para aqueles que têm o selo de Deus. Essas pragas são, como diz o verso, para “os que habitam na Terra”. Por toda a Bíblia, quando o povo de Deus estava enfrentando tribulações, Deus sempre os ajudou, oferecendo salvação durante a provação. Para mencionar apenas alguns: Deus salvou Noé e sua família durante o dilúvio; Deus salvou José durante a escravidão, prisão, cargo público, e fome; Deus salvou o povo de Israel durante as 10 pragas, e antes de tirá-los do Egito; Deus salvou os Israelitas durante o cativeiro na Babilônia, antes de poderem voltar para sua terra. Jesus uma vez orou: “Agora vou para ti, mas digo estas coisas enquanto ainda estou no mundo, para que eles tenham a plenitude da minha alegria. Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, pois eles não são do mundo, como eu também não sou. Não rogo que os tires do mundo, mas que os protejas do Maligno. Eles não são do mundo, como eu também não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. Assim como me enviaste ao mundo, eu os enviei ao mundo. Em favor deles eu me santifico, para que também eles sejam santificados pela verdade.” (João 17:13-19).

*** Apelo -> “Venho em breve; guarde a verdade, e você irá manter sua coroa” ***: Jesus começou Seu apelo com uma promessa: Ele estará voltando em breve. A proximidade de Seu retorno faz com que o conhecer e manter a verdade se tornem mais importante ainda. Se as pessoas não mantivessem a verdade, elas iriam correr o risco de perder sua coroa da vitória (a coroa estefanos - estudos #15 e #16). Isso nos diz o quão importante é seguir a verdade. O não se apegar com a verdade pode fazer alguém ser derrotado na batalha espiritual sendo travada nesse planeta. Existem vários exemplos na Bíblia de pessoas que acabaram perdendo sua coroa porque não mantiveram a palavra de Deus. Uma pessoa em especial se destaca: Saul, que não só perdeu a sua coroa literal para Davi, mas também perdeu a sua coroa espiritual. Isso aconteceu quando Saul decidiu seguir a si mesmo, ao invés de seguir o que sabia ser a verdade de Deus. Então a ideia de que uma vez tendo recebido a coroa, você sempre irá tê-la, não é um conceito baseado na Bíblia. Jesus diz claramente que poderemos perdê-la se não tivermos o cuidado de seguir a verdade.

*** Chamado para ouvir o Espírito -> O Espírito diz às Igrejas ***: A mensagem “venho em breve; guarde a verdade para manter sua coroa” é pra ser ouvida por todas as igrejas. Não existem desculpas para não atender a esse chamado. Veja as notas do estudo #14. Jesus está chamando a igreja para se preparar para Sua volta, através da guarda de Sua mensagem verdadeira.

*** Promessa -> “Ao Vencedor” ***:  Aquele que é vitorioso recebe várias promessas:

- Coluna no santuário de Deus: Quando Salomão construiu o templo, ele mandou que colocassem lá, duas colunas bem grandes. Essas colunas eram tão importantes, que até tinham nomes (1 Reis 7:21). Uma coluna serve para um propósito estrutural e um decorativo. Ela é suporte para o peso da estrutura, e, ao mesmo tempo, pode ser admirada por sua beleza. Uma vez que os cidadãos de Filadélfia moravam em uma área de terremotos, podemos imaginar que o conceito de se tornarem uma estrutura de sustentação no templo de Deus era muito confortante. Uma coluna espiritual, com apenas beleza exterior, não tem nenhuma utilidade. Mas uma coluna forte no templo de Deus é um reflexo do Seu caráter.

- Para sempre no templo: Jesus prometeu ao vencedor que essa coluna irá permanecer no templo eternamente. Ela não vai a lugar nenhum. Nunca será destruída. Essa afirmação solidifica mais ainda a certeza de segurança e continuidade; e uma longa permanência na presença de Deus. Nada pode abalar essa coluna.

- Inscrição: Jesus prometeu que iria escrever no vencedor, o nome de Deus (Pai), o de Sua cidade (Nova Jerusalém), e o novo nome de Jesus. Jesus disse ao vencedor, que ele iria receber todos os cuidados. Cristo pagou o preço, e portanto tem todo o direito de colocar em Seu povo o endereço Celeste, identificando o local para onde eles serão enviados. De certa maneira, Deus é o destinatário, a Cidade Santa é o destino, e o remetente é Jesus. O cumprimento dessa promessa é visto em Apocalipse 14:1. Ezequiel 48:35 diz que o nome da nova cidade será “O Senhor Está Aqui”.

*** Visão da História da igreja e aplicação profética ***: A visão profética dessa igreja se encaixa no período entre os séculos 18 e 19. Durante esse tempo, o Protestantismo passou por um reavivamento, e a verdadeira mensagem de Deus começou a ser pregada outra vez. Esse período é conhecido como “O Grande Reavivamento”. Missionários foram para Índia, África, e China. Várias sociedades Bíblicas se formaram, tornando a Bíblia disponível para o povo. Durante esse período profético, Deus começou a purificar Sua igreja com Sua Verdade. Deus abriu as portas não somente para a evangelização, mas também abriu uma porta para que a verdade retornasse para dentro da igreja.

*** Visão geral ***: Em nossos estudos das primeiras igrejas, podemos ver que terremotos maléficos estavam tentando sacudir a verdade de Deus para fora de Sua igreja. Deus sempre teve seu povo remanescente através da história, mesmo quando a Sua igreja ficou reduzida a um grupo de pequena força. Mas tamanho, da maneira que os seres humanos consideram, não é um problema aos olhos de Deus. Ele precisa apenas de um pequeno e voluntário Davi para atacar um gigante. A Pedra Viva da verdade é mais que suficiente para derrubar as mentiras colossais que permeiam a igreja. Da mesma forma como Davi viu a abertura no capacete de Golias, Filadélfia se deparou com a porta aberta para a verdade. Essa igreja pegou com suas mãos a pedra da verdade, e, com ela, tomou uma atitude. Esse ato foi agradável aos olhos de Deus. A promessa de Jesus, mais uma vez, conforta e reanima Seus filhos. Eles não têm medo da provação que está para vir, porque essa hora não está reservada para eles. O vencedor está destinado para o Céu e a vida eterna.

   
Real time web analytics, Heat map tracking
© Hello-Bible 2016