Saturday, 09 July 2016 13:41

21. Igreja em Titara, o caminho largo e amplo, ou o estreito e apertado? * Apocalipse 2:18-29, Parte 3 de 3

Written by

18 Ao anjo da igreja em Tiatira escreva: Estas são as palavras do Filho de Deus, cujos olhos são como chama de fogo e os pés como bronze reluzente.

19 Conheço as suas obras, o seu amor, a sua fé, o seu serviço e a sua perseverança, e sei que você está fazendo mais agora do que no princípio.

20 No entanto, contra você tenho isto: você tolera Jezabel, aquela mulher que se diz profetisa. Com os seus ensinos, ela induz os meus servos à imoralidade sexual e a comerem alimentos sacrificados aos ídolos.

21 Dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua imoralidade sexual, mas ela não quer se arrepender.

22 Por isso, vou fazê-la adoecer e trarei grande sofrimento aos que cometem adultério com ela, a não ser que se arrependam das obras que ela pratica.

23 Matarei os filhos dessa mulher. Então, todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda mentes e corações, e retribuirei a cada um de vocês de acordo com as suas obras.

24 Aos demais que estão em Tiatira, a vocês que não seguem a doutrina dela e não aprenderam, como eles dizem, os profundos segredos de Satanás, digo: não porei outra carga sobre vocês;

25 tão-somente apeguem-se com firmeza ao que vocês têm, até que eu venha.

26 Àquele que vencer e fizer a minha vontade até o fim darei autoridade sobre as nações.

27 "Ele as governará com cetro de ferro e as despedaçará a um vaso de barro"

28 Eu lhes darei a mesma autoridade que recebi autoridade de meu Pai. Também lhe darei a estrela da manhã.

29 Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.

PARTE 3

*** Destinatário -> “Ao anjo da igreja em Tiatira” ***: Mais uma vez, a carta é endereçada ao líder da igreja, mas o texto se aplica a todos os membros. Veja os comentários no estudo #9, #12, e #14.

*** Remetente -> “Filho de Deus, cujos olhos são como chama de fogo e os pés como bronze reluzente” ***: Na visão do Cristo Glorificado (lição #8), Jesus é visto como "semelhante a um filho de homem" (Apocalipse 1:13). Mas, para a igreja em Tiatira, Ele se apresenta como o Filho de Deus. A Bíblia nos diz que todos que crêem no Filho de Deus, tabém aceitam o testemunho de Jesus, que é: "Quem crê no Filho de Deus tem em si mesmo esse testemunho. Quem não crê em Deus o faz mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus dá acerca de seu Filho. E este é o testemunho: Deus nos deu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho." (1 João 5:10-11). Aquele que vence o mundo, é aquele que acredita que Jesus é o Filho de Deus (1 João 5:5). Jesus também se apresenta como tendo olhos de chama de fogo. Como estudamos na lição #9, nada pode se esconder da Sua vista (Hebreus 4:13). Ele vê tudo (Jó 28:24; Provérbios 15:3). Ele é aquEle que "sonda mentes e corações" (Apocalipse 2:23). Jesus conclui Sua introdução se identificando como sendo aquEle que tem os pés como bronze reluzente. Na lição #9 vimos também que Jesus foi o sacrifício erguido no poste, assim como a cobra de bronze no deserto. Ele foi o sacrifício queimado no altar de bronze, para que pudéssemos ser salvos de nossos pecados. Ele está firmado em pés fortes, estáveis, e poderosos, que não se desviam da verdade de Deus. Essa descrição é semelhante à descrição encontrada em Daniel * 10:6.

*** Avaliação -> “Conheço…” ***: Jesus conhece mais do que ninguém o que está acontecendo na igreja. Para essa congregação dividida, a mensagem é dada em pares:
- Obras: amor e fé; serviço e perseverança; as primeiras obras e as obras recentes. Essa descrição nos dá a impressão de que os membros dessa igreja são sinceros. Amor e fé são uma dupla comum no Novo Testamento (Gálatas 5:6; Efésios 1:15; Efésios 6:23; 1 Tessalonicenses 3:6; 2 Timóteo 1:13; Filemon 1:5). É por causa do amor e da fé que as pessoas passam a se envolver no serviço, e sua esperança em Jesus inspira a perseverança (1 Tessalonicenses 1:3; Hebreus 6:10). Fé e perseverança são duas das principais características do povo de Deus (Apocalipse 13:10; Apocalipse 14:12). As obras dessa igreja aparentam estar aumentando com o tempo.

- Problema: A igreja em Tiatira tem um problema interno muito grave. Ela se tornou tolerante à Jezabel, que se dizia profetiza. Ela vinha ensinando e seduzindo o povo de Deus a cometer atos contrários à Sua vontade. No estudo #20, vimos que, na visão profética, Jezabel representa a igreja infiel. Para os cristãos do primeiro século, muito provavelmente ela era a líder de um movimento herético, vindo de dentro da igreja. Ela estava levando o povo ao tipo incorreto de culto (simbolizado pelo termo 'imoralidade sexual'), e ensinando doutrinas falsas que não apontavam para Jesus como o foco central (simbolizadas pelo comer alimentos oferecidos aos ídolos). Os cristãos daquela época estavam sendo enganados tanto no sentido espiritual dessa alegoria, quanto no sentido real e físico. Jesus deveria ser o Pão da Vida que os membros da igreja consomem diariamente. Mas, ao invés disso, eles estavam se esbaldando nas falsas doutrinas que corrompem as verdades fundamentais do Evangelho. O verso 21 diz que Jesus deu a Jezabel tempo para se arrepender, e que ela recusou esse chamado. E é por isso que Ele alerta: Ele vai afligir Jezabel e aqueles que seguem seus ensinos (simbolizado pelo termo 'cometem adultério com ela'). Eles estavam cometendo infidelidade espiritual contra Deus. O fim do verso 22 indica que essa declaração punitiva de destruição, tem um propósito redentor. Jesus estabelece que a punição é condicional. Depende do arrependimento deles. Da mesma forma que os filhos de Acabe foram mortos por causa de seu pecado (2 Reis 10:6), e de como a filha de Jezabel, Atalia, foi morta por causa de sua perversidade, os filhos de Jezabel em Tiatira também vão ser mortos. Mas antes de sua destruição, Jezabel e seus seguidores irão passar por grande sofrimento, ao serem 'jogados em uma cama de enfermidade' como diz o original em grego. No verso 23, Jesus faz duas promessas: 1) a destruição de Jezabel e seus filhos vai mostrar para todas as igrejas que Jesus é aquEle com os olhos de chamas de fogo, que traz julgamento, e que sonda mentes e corações; 2) todos serão retribuídos de acordo com suas obras. No original em grego, o trecho 'sonda mentes e corações' foi escrito como 'sonda rins e corações'. Nos tempos antigos, o rim era considerado como o foco das emoções, e o coração era o foco da inteligência e escolha (Jeremias 17:10). Fiéis ou não, todas as igrejas vão ficar sabendo que Jesus vê as razões por trás de cada decisão tomada. As pessoas serão julgadas pelas suas obras. Essas obras serão apresentadas diante de Deus, independentemente de refletirem ou não uma vida propositadamente compromissada com Cristo e sua verdade. Aqueles que acreditam no Filho de Deus e obedecem aos Seus mandamentos, não têm nada a temer. Isto porque eles já estão envolvidos na obra que Deus requer. De acordo com Jesus, "A obra de Deus é esta: crer naquele que ele enviou" (João 6:29). Mas como podemos saber se cremos naquEle que Deus enviou, e não em uma versão falsificada dEle? Em Apocalipse 12:17, Cristo descreve os filhos da igreja fiel: são aqueles que "guardam os mandamentos de Deus e que têm o testemunho de Jesus." Então, não devemos seguir quem estiver ensinando princípios que vão contra ou que modificam os mandamentos de Deus e o testemunho de Jesus, porque não estarão apontando para aquEle que Deus enviou.

*** Apelo -> “apeguem-se com firmeza ao que vocês têm” ***: Os ensinos de Jezabel são tão perigosos, que no verso 24 Jesus os chama de "profundos segredos de Satanás". Basicamente, Jezabel estava dizendo aos membros que escolhessem o caminho mais fácil. Que tomassem a decisão a favor daquilo que os deixassem mais confortáveis. Que concordassem em modificar os princípios cristãos apenas em alguns pontos para que pudessem se adaptar melhor às demandas sociais da vida. Essa aparente inocente teologia do caminho fácil, não vem de Deus. Uma dose diluída do Evangelho certamente não é a dose completa e necessária para manter uma pessoa no caminho estreito que leva à salvação. Jesus disse: "Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela. Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram" (Mateus 7:13-14). A vida cristã não é uma caminhada fácil, mas essa jornada pela porta estreita e caminho apertado vale à pena. O excesso de bagagem que o 'Próprio Eu' gosta de carregar, precisa ser deixado na porta, antes de passar por ela. A única coisa que cabe pela porta estreita, que os seguidores podem levar consigo, é a verdade. A verdade é a vara de equilíbrio que mantém o Cristão firme no caminho estreito. Jesus chama os poucos fiéis em Tiatira, ainda no caminho estreito, a continuarem apegados à verdade até que Ele retorne.

*** Chamado para ouvir o Espírito -> O Espírito diz às Igrejas ***: A mensagem “apeguem-se somente à verdade de Deus para que não sejam destruídos” é pra ser ouvida por todas as igrejas. Não existem desculpas para não atender a esse chamado. Veja as notas do estudo #14. Cristo está dizendo que é possível manter a fé, as obras, o amor, e a perseverança mesmo quando a maioria da igreja passa a seguir crenças corrompidas.

*** Promessa -> "Ao Vencedor” ***: Continuando com o tema de tudo sendo dito em dupla, o vencedor recebe 2 promessas: autoridade sobre as nações, e a estrela da manhã.
- Autoridade sobre as nações: essa passagem nos faz lembrar da promessa no Salmo 2:8-9: "Pede-me, e te darei as nações como herança e os confins da terra como tua propriedade. Tu as quebrarás com vara de ferro e as despedaçarás como a um vaso de barro". O vencedor irá governar sobre as nações, e vai quebrá-las como quem quebra um vaso de barro. Essa imagem do vaso quebrado nos traz à mente as instruções dadas em Levíticos 11:29-35, para os israelitas a respeito de animais impuros. Se um desses animais morresse, e sua carcaça entrasse em contato com um pote de barro, o pote deveria ser quebrado para que não contaminasse seus alimentos. Em Jeremias 18:6-10, Lemos o que Deus tinha a dizer sobre o trabalho do oleiro e sobre as nações da terra: "'Ó comunidade de Israel, será que não posso eu agir com vocês como fez o oleiro? ', pergunta o Senhor. 'Como barro nas mãos do oleiro, assim são vocês nas minhas mãos, ó comunidade de Israel. Se em algum momento eu decretar que uma nação ou um reino seja arrancado, despedaçado e arruinado, e se essa nação que eu adverti converter-se da sua perversidade, então eu me arrependerei e não trarei sobre ela a desgraça que eu tinha planejado. E, se noutra ocasião eu decretar que uma nação ou um reino seja edificado e plantado, e se ele fizer o que eu reprovo e não me obedecer, então me arrependerei do bem que eu pretendia fazer em favor dele'." Jesus pode dar Sua autoridade ao vencedor porque Ele a recebeu de Seu Pai (Mateus 28:18; Apocalipse 12:10). Cristo tem também um cetro de ferro que Ele usa para governar as nações (Apocalipse 12:5; Apocalipse 19:15). Em Apocalipse 20 e 21, lemos sobre o povo de Deus assentado no trono, governando com Jesus.

- Estrela da Manhã: Mesmo tendo sido contratado para amaldiçoar os israelitas, Balaão não pode dizer uma palavra contra o povo de Deus. Deus não permitiu a maldição. Em vez disso, Ele usou Balaão para profetizar a mensagem que encontramos em Números 24:17: "Eu o vejo, mas não agora; eu o avisto, mas não de perto. Uma estrela surgirá de Jacó; um cetro se levantará de Israel." Jesus explica essa profecia em Apocalipse 22:16: "Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã." A Bíblia nos diz que devemos prestar atenção à mensagem profética de Deus "como a uma candeia que brilha em lugar escuro, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça em [nossos] corações" (2 Pedro 1:19). Após uma longa jornada na escuridão desse mundo, o vencedor irá receber o próprio Jesus, brilhando em toda Sua glória, no dia da Segunda Vinda de Cristo.

*** Visão da História da igreja e aplicação profética ***: A visão profética dessa igreja se encaixa no período da história conhecido como "Idade das Trevas", ou "Idade Média", que vai do século 6 ao 16. É interessante notar que os historiadores deram um nome muito apropriado a esse período. A carta à igreja do meio representa a história da igreja da Idade Média. Nessa época, o mundo passou por um período de escuridão espiritual. A simples mensagem do Evangelho havia sido substituída por rituais e objetos pagãos, disfarçados de teologia cristã. O prestar culto e reverência à imagens de personagens bíblicos se tornou aceitável, esperado, e obrigatório. A liderança da igreja desencorajou as pessoas de lerem a Bíblia, dizendo que essa leitura deveria ser reservada somente para o clero. Durante a Idade Média, aconteceram as Cruzadas, e as Inquisições, onde a igreja liderou uma intensa campanha contra aqueles que não seguiam os ensinos da igreja romana. Ao fim dessa época, despertou-se um novo período com o movimento da Reforma. Em 1517, Martinho Lutero pregou na porta da igreja seu trabalho conhecido como 95 Teses, onde criticou a venda de indulgências, o purgatório, o mérito dos santos, e outros pontos teológicos. Lutero não foi o primeiro a propor mudanças na igreja. Jan Hus, Peter Waldo, and John Wycliffe também criticaram a posição da igreja a respeito das indulgências, e propuseram reforma. A igreja então lançou um movimento de Contrarreforma, que começou com o Concílio de Trent. A maior parte da batalha contra o movimento Protestante foi feita pela ordem dos Jesuítas. A Reforma levou a um grande reavivamento do povo e também da mensagem original das Escrituras.

*** Visão geral ***: Na carta à igreja em Tiatira, vemos um contraste entre os poucos fiéis e os muitos que estão cometendo adultério espiritual; a verdade de Deus, e as mentiras de Satanás; as obras procedentes da fé, e as obras das quais as pessoas precisam se arrepender de terem feito. Jezabel pode até enganar o povo por algum tempo, mas ela não pode enganar os olhos de fogo do Senhor. Ele vai trazer Seu julgamento sobre a maioria infiel que está disfarçada de seguidores de Cristo. A igreja fiel de Deus é a minoria que continua no caminho estreito para a salvação. Os membros são chamados a manter aquilo que vai evitar que passem a acreditar na enganadora mensagem da maioria. Eles são chamados a se apegarem à verdade. A verdade de Deus dá aos cristãos genuínos um tipo de alegria que ninguém pode tomar, nem mesmo durante tempos de sofrimento e perseguição. Sua alegria é a forte certeza de que o Redentor deu para eles um prêmio muito mais valioso que posses matérias temporárias: vida eterna com o Criador. Ele vem após um longo tempo de escuridão espiritual, brilhando como a estrela da manhã. Seu povo irá reinar com Ele para sempre.

   
Real time web analytics, Heat map tracking
© Hello-Bible 2016