Print this page
Friday, 20 May 2016 19:00

14. Igreja em Éfeso, começando um caminho perigoso * Apocalipse 2:1-7, Parte 2

Written by

1 Ao anjo da igreja em Éfeso escreva: Estas são as palavras daquele que tem as sete estrelas em sua mão direita e anda entre os sete candelabros de ouro.

2 Conheço as suas obras, o seu trabalho árduo e a sua perseverança. Sei que você não pode tolerar homens maus, que pôs à prova os que dizem ser apóstolos mas não são, e descobriu que eles eram impostores.

3 Você tem perseverado e suportado sofrimentos por causa do meu nome, e não tem desfalecido.

4 Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor.

5 Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do seu lugar.

6 Mas há uma coisa a seu favor: você odeia as práticas dos nicolaítas, como eu também as odeio.

7 Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao vencedor darei o direito de comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus.

 

PARTE 2

 

*** Destinatário -> “Ao anjo da igreja em Éfeso” ***: Como estudamos nas lições #9 e #12, sabemos que a palavra “anjo” se refere ao mensageiro, ou líder daquela igreja. Boa parte da carta está direcionada ao líder da igreja. Ao lermos a mensagem, podemos sentir a extensão da responsabilidade que um líder tem diante de Deus. As condições descritas estão direcionadas ao líder, mas elas refletem o estado geral da igreja.

*** Remetente -> “Aquele que tem as sete estrelas em sua mão direita e anda entre os sete candelabros de ouro” ***: em Apocalipse 1:20, lemos que as sete estrelas em Sua mão direita são os sete anjos, ou líderes das igrejas, e que os sete candelabros são as sete igrejas. Jesus está dizendo ao líder da igreja em Éfeso que Ele está no controle de tudo. Ele está em meio aos membros da igreja, e que Ele jamais abandonou os líderes da igreja. Cristo literalmente conhece a igreja como a palma de Sua mão.

*** Avaliação -> "Conheço …” ***: Aqui Jesus descreve o quanto Ele conhece a situação na igreja. Jesus menciona algumas coisas sobre o líder e a igreja:

- Obras: a igreja de Éfeso recebe um elogio pelo seu incessante trabalho árduo e perseverança. Os membros ainda não estão cansados de trabalhar para a causa de Jesus. Eles suportaram com sofrimento pessoas más que ameaçaram a verdade que eles pregavam.

- Doutrina verdadeira: eles testaram os apóstolos que chegaram em sua igreja ou que surgiram de dentro da própria congregação, e foram capazes de identificar aqueles que não estavam pregando a verdade. A igreja permaneceu fiel às instruções originais do Evangelho, e rejeitou os falsos ensinos dos nicolaítas.

- Problema: abandonou o primeiro amor. O problema de tentar validar todo mundo que entra na igreja, mas sem ter amor, é que corremos o risco de nos tornarmos legalistas e críticos além da conta. Separar os mentirosos dos que falam a verdade era e ainda é extremamente importante. Mas a impressão que dá é que a ênfase em Éfeso estava simplesmente em “testar” aqueles que se diziam apóstolos. Sim, eles estavam certos em descobrir se aquelas pessoas estavam dizendo a verdade ou não. Mas todas as boas obras que uma igreja possa estar fazendo se tornam inúteis se não houver amor (1 Coríntios 13). Somente o amor pode manter o equilíbrio entre a responsabilidade da igreja e os relacionamentos interpessoais.

*** Apelo -> “Lembre-se, arrependa-se, se não…” ***: O primeiro passo a ser tomado era lembrar, ou ter em mente o ponto de onde haviam caído. Eles perderam o foco do que é central em uma igreja: amor. O segundo passo era o arrependimento. O ato de se arrepender precisa de uma ação. Essa ação dá uma idéia de que alguém está caminhando na direção oposta, e precisa fazer uma curva de 180 graus. Eles haviam se esquecido de quem é Deus, porque Deus é amor (1 João 4:8). A igreja em Éfeso estava caminhando para longe de Deus. Jesus está aqui chamando a igreja de volta para Deus. Após esses dois primeiros passos, o terceiro passo deveria vir automaticamente. Se você tem em mente de que o Deus a quem você serve é amor, você vai querer caminhar em direção a Ele, e então, naturalmente você vai querer fazer as coisas que O agradam. Da mesma maneira que você fazia no começo. E é por isso que a Bíblia nos diz que podemos conhecer as pessoas através dos seus frutos/obras (Mateus 7:16). Obras com significado (amor) indicam em qual direção do caminho você está indo. Mas, Jesus alerta o líder de que se a igreja não se arrepender, Seu julgamento vai cair sobre ela, e ela irá perder o privilégio de ser portadora da luz. Jesus vai remover o seu candelabro do lugar. O antigo Israel perdeu seu primeiro amor (Jeremias 2:2), e sua condição depois disso ficou muito séria (Jeremias 2). Quando Israel rejeitou a Cristo, Deus removeu o seu candelabro do lugar (Jeremias 32:30-31), e o deu para os descendentes espirituais de Abraão, através da nova aliança de Jesus, assinada com Seu sangue na cruz (Hebreus 8). Todos que acreditarem em Jesus e em Seu sacrifício são chamados a serem portadores da luz de Sua verdade. Quando nós conscientemente recusamos a levar Sua luz, da forma que Ele nos instruiu, nos tornamos responsáveis pela nossa própria sentença, e portanto, através de nossas ações, estamos escolhendo ter o nosso candelabro removido de Sua presença.

*** Chamado para ouvir o Espírito -> “O Espírito diz às igrejas” ***: O Espírito está dizendo essa mensagem de perda de amor em alto e bom som para todas as igrejas (plural). Não existe nenhuma desculpa para não estarem ouvindo. Se alguém não ouviu a mensagem, é porque escolheu dar para Deus, as costas, e não a face (Jeremias 32:33). Esse chamado de volta para Deus, apesar de sério, é um chamado vindo do amor de Jesus pelo pecador. Esse não é um chamado sem esperança. Se a situação fosse sem esperança para todos os membros da igreja, não haveria a necessidade de ter uma promessa feita para aqueles que vencerem essa situação. Como de fato temos uma promessa, ainda temos a chance de decidir voltar para Deus e seguir Seu amor.

*** Promessa -> "Ao Vencedor” ***: Jesus é o caminho, a verdade, e a vida (1 João 4:16). Ao se afastar de Deus (Amor), a igreja em Éfeso estava iniciando uma jornada por um caminho muito perigoso que inevitavelmente leva à falsidade e morte. Quanto mais longe nos afastamos de Deus, mais perto nos aproximamos do nosso Próprio Eu. E o Próprio Eu nos leva à destruição. Não é sem razão que a promessa feita àquele que retorna desse caminho de morte eterna é a promessa de vida eterna. A árvore da vida foi primeiramente mencionada no Jardim do Éden (Gênesis 3:22). Por causa da morte de Cristo, podemos continuar no caminho que leva a vida eterna. Quando as pessoas escolhem o caminho de Jesus, elas poderão desfrutar dos benefícios da árvore da vida que está no céu.

*** Visão da História da igreja e aplicação profética ***: Não podemos ignorar o que Jesus disse a João quando pediu que escrevesse essa carta. A mensagem às igrejas não somente era a respeito dos cristãos do primeiro século mas também das igrejas que estariam por vir (Apocalipse 1:19). Depois que Jesus ressuscitou e ascendeu ao céu, a igreja passou por uma fase de crescimento exponencial. Mas por volta da última década do primeiro século, quando João estava escrevendo o livro de Apocalipse, a igreja começou a viver uma fase de perda desse sentimento que inicialmente havia desencadeado o crescimento. E então, eles começaram a se distanciar da pureza e clareza dos ensinos originais de Jesus: “[…] Ame ao Senhor seu Deus de todo seu coração, de toda sua alma, e de todo seu entendimento, […] e […] ame a seu próximo como a si mesmo”. (Mateus 22:37 e 39).

*** Visão geral ***: A igreja em Éfeso era uma boa igreja, com muitas qualidades. Mas estava começando a ir por um caminho perigoso e mortal. O caminho da existência sem amor. Quando nos afastamos da pureza e simplicidade do Evangelho e começamos a ir pelo caminho que aponta para nós mesmos, colocamos a nossa vida em perigo. Quando nos afastamos do amor, de forma individual, ou como igreja, independentemente do ponto da história em que nos encontramos, o que na verdade estamos fazendo é rejeitar o chamado para ouvir o Espírito. Quando retiramos o amor da igreja, ficamos apenas com leis e rituais vazios e discussões inúteis. A verdadeira religião cristã não pode existir sem amor. Quando o amor está de fora, o Próprio Eu está dentro, e a igreja passa a ser apenas um prédio e deixa de ser o corpo de Cristo. Jesus está estendendo Sua mão direita para nós hoje, da mesma forma que ele estendeu Sua mão direita para a igreja em Éfeso. Ele quer nos mostrar que Ele ainda tem um lugar para nós em meio a Suas estrelas, e Seus candelabros. Através de Sua morte nos tornamos vencedores, e podemos receber Sua promessa de vida eterna.

Related items