Saturday, 23 September 2017 17:05

82. Houve guerra no Céu: o dragão foi lançado para fora * Apocalipse 12:7-9 - Parte 2 de 2

Written by

7 Houve então uma guerra no céu. Miguel e seus anjos lutaram contra o dragão, e o dragão e os seus anjos revidaram.

8 Mas estes não foram suficientemente fortes, e assim perderam o seu lugar no céu.

9 O grande dragão foi lançado fora. Ele é a antiga serpente chamada diabo ou Satanás, que engana o mundo todo. Ele e os seus anjos foram lançados à terra.
(NVI)

 

PARTE 2

 

*** Houve guerra no céu ***: Baseado em Apocalipse 12:7-9, podemos entender que quando o filho da mulher foi levado para o céu, o dragão e os seus anjos o seguiram até a corte celestial. O dragão não queria deixar que Jesus tomasse para Si o domínio terrestre sem sofrer resistência alguma.

A Bíblia nos diz que, quando Jesus chegou no céu, ele se assentou no trono com o Pai (Apocalipse 5:7; Apocalipse 3:21), e os membros do coro celestial "cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue nos compraste para Deus de toda a tribo, e língua, e povo, e nação; e para o nosso Deus nos fizeste reis e sacerdotes; e reinaremos sobre a terra. E olhei, e ouvi a voz de muitos anjos ao redor do trono, e dos animais, e dos anciãos; e era o número deles milhões de milhões, e milhares de milhares, que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças". (Apocalipse 5:9-12). Note que eles estavam comemorando a vitória de Jesus. Podemos ver que essa vitória também significou o governo sobre a Terra em Apocalipse 5:10,12.

Em seguida, houve guerra no céu mais uma vez. Na primeira vez, ela terminou com Lúcifer e seus anjos sendo lançados para a Terra, onde ele efetuou seu primeiro ataque contra a humanidade (veja o estudo #81). Em sua mente, ainda havia uma chance de que seus planos de dominação universal dessem certo. Desta vez, porém, os "milhões de milhões, e milhares de milhares" de seres exaltando a conquista de Cristo estavam imunes às mentiras do dragão e estavam prontos para defender a Verdade. Eles tinham acabado de presenciar o sacrifício de Jesus na cruz. Sua morte revelou não somente o caráter amoroso de Deus, mas também o caráter destrutivo do inimigo. Os falsos argumentos de Satanás haviam sido expostos.

*** Miguel e seus anjos lutam contra o dragão e os seus anjos ***: Esta guerra é uma guerra espiritual. Apocalipse 12:11 descreve as armas que permitem que as pessoas vençam o inimigo de Deus: "o sangue do Cordeiro", e "a palavra do Seu testemunho". Note que esta luta acontece não somente entre Miguel e Satanás, mas também entre os anjos de ambos os lados. Os anjos que acreditam e seguem Satanás lutaram contra os anjos que acreditam e seguem Aquele que é semelhante a Deus, Miguel. O motivo dessa guerra foi a adoração: em quem eles preferiam acreditar. É o mesmo tipo de batalha que vimos entre a serpente e Eva, e entre Satanás e Jesus no deserto (Mateus 4:1-11). Satanás desafiou a verdade. A maneira de nos defendermos é usar a Palavra de Deus, assim como Jesus fez. Por três vezes Ele revidou os ataques malignos com a expressão "está escrito” (Mateus 4: 4,7,10). O fato de que os seres celestiais estavam todos adorando a Deus tão intensamente quando Cristo subiu ao trono (eles estavam adorando em alta voz - Apocalipse 5 :12), deixou claro que as mentiras de Satanás não enganariam ninguém no Céu e Satanás e seus anjos "não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos céus." (Apocalipse 12:8).

*** Satanás e seus anjos são lançados para fora ***: Apocalipse 12:9 identifica o dragão de diferentes maneiras: serpente, Diabo e Satanás. 'serpente' é uma referência à primeira batalha travada na Terra quando Eva decidiu acreditar nas mentiras contra Deus (Gênesis 3:1-6). 'Diabo' significa caluniador. 'Satanás' significa adversário. Quando Lúcifer enganou um terço dos os anjos através de suas falsas acusações contra Deus, ele se tornou o inimigo de Deus e foi expulso do Céu pela primeira vez (Isaías 14:12; Lucas 10:18). O tipo de atividade que o dragão está envolvido fica claramente definido no verso: ele "engana o mundo todo” (Apocalipse 12:9). Satanás é a mente por trás de todas as ações fraudulentas de seus agentes (Apocalipse 13:11-17; Apocalipse 18:2-3; Apocalipse 19:20; Apocalipse 20:10).

Satanás perdeu o domínio sobre a terra, e o poder foi transferido para Jesus (veja o estudo #81). Lembra do que o coro celestial estava cantando quando Jesus se assentou no trono? Estavam cantando: "e reinaremos sobre a terra" e "Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças" (Apocalipse 05:10, 12).

Como podemos ter certeza de que a expulsão de Satanás mencionada em Apocalipse 12:9 acontece depois da ascensão de Cristo ao trono de Deus? A resposta vem na canção que o coro celestial começou a cantar depois que Satanás foi lançado para fora. Vemos essa canção em Apocalipse 12:10-12. As frases-chave nesse trecho são: "Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo", e que as pessoas superaram o dragão "pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho". O sangue do Cordeiro está claramente se referindo à morte de Cristo. Seus seguidores são capazes de superar a serpente porque o Messias ressuscitou e ascendeu ao céu.

*** Visão Geral ***: Estamos no meio de uma batalha espiritual. Essa batalha é mais importante do que qualquer outra guerra física que presenciamos entre as diferentes nações. O livro de Apocalipse se preocupa com as questões relacionadas à nossa vida eterna. Muitas vezes nos distraímos com as interpretações superficiais que procuram atribuir explicações materiais ao conteúdo apocalíptico desse livro. Como Paulo disse: “Pois, embora vivamos como homens, não lutamos segundo os padrões humanos. As armas com as quais lutamos não são humanas; pelo contrário, são poderosas em Deus para destruir fortalezas. Destruímos argumentos e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo.” (2 Coríntios 10:3-5 - NVI). A guerra é travada contra os falsos argumentos de Satanás. Seus argumentos parecem ser muito bons, e até mesmo verdade, mas o que ele realmente quer é desviar a nossa atenção da mensagem de Deus. Mesmo sendo esta uma situação grave, não precisamos ter medo, porque Jesus já providenciou um meio para que possamos sair vencedores. Através do sacrifício de Cristo, o sangue que Ele derramou em nosso lugar, e através da Palavra de Seu testemunho, também podemos lançar o dragão para fora, e entregar o domínio de nossas vidas a Jesus. O primeiro passo para a vitória é acreditar: acreditar no poder do Cordeiro que foi morto, e não em nossas próprias forças. A batalha que o inimigo está travando contra o povo de Deus é a luta pela nossa adoração. Como os anjos no céu, temos que continuar a louvar a Deus com toda a nossa alma. Sempre que nos encontrarmos no meio de uma batalha, onde as armas das tentações estão atirando à nossa volta, devemos nos lembrar das palavras de Jesus: "Retire-se, Satanás! Pois está escrito: ‘Adore o Senhor, o seu Deus e só a ele preste culto’" (Mateus 4:10 - NVI).

   
Real time web analytics, Heat map tracking
© Hello-Bible 2016