Saturday, 02 September 2017 17:19

80. Uma mulher, um dragão e um filho: o filho que foi arrebatado para Deus * Apocalipse 12:5-6 - Parte 3 de 3

Written by

5 E deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono.

6 E a mulher fugiu para o deserto, onde já tinha lugar preparado por Deus, para que ali fosse alimentada durante mil duzentos e sessenta dias.

 

PARTE 3

 

*** Contexto geral ***: A mulher estava em trabalho de parto. Ela estava prestes a dar à luz e o dragão estava diante dela, esperando a criança nascer. O dragão queria destruir a criança. (Apocalipse 12:1-4). Como vimos nos dois estudos anteriores, a mulher grávida é a igreja de Israel. Seria dessa nação que o Messias nasceria. O dragão é Satanás, esperando o Messias nascer. Ele queria executar seu ataque o mais rápido possível.

*** A criança nasceu ***: Como havia sido profetizado, um menino realmente nasceu. Existem muitas profecias bíblicas sobre o nascimento de Cristo, como as que vemos em Miquéias 5:2-4; e Isaías 7:14. "Porque brotará um rebento do tronco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará. E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor. E deleitar-se-á no temor do Senhor; e não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos. Mas julgará com justiça aos pobres, e repreenderá com eqüidade aos mansos da terra; e ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará ao ímpio" (Isaías 11:1-4). Isaías 9:6 diz: "Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz." Jesus é o menino mencionado em Apocalipse 12:5. Cristo é o cumprimento da primeira profecia sobre o Messias escrita em Gênesis 3:15 (veja o estudo #78).

*** Ele iria governar as nações com vara de ferro ***: Para entender essa passagem, precisamos ver alguns outros versos da Bíblia. Existem três elementos importantes nesse trecho de Apocalipse 12:5: "o filho homem", "as nações", e a “vara de ferro". Vamos ler o Salmo 2:7-12:

"Proclamarei o decreto: o Senhor me disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei. Pede-me, e eu te darei os gentios por herança, e os fins da terra por tua possessão. Tu os esmigalharás com uma vara de ferro; tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro. Agora, pois, ó reis, sede prudentes; deixai-vos instruir, juízes da terra. Servi ao Senhor com temor, e alegrai-vos com tremor. Beijai o Filho, para que se não ire, e pereçais no caminho, quando em breve se acender a sua ira; bem-aventurados todos aqueles que nele confiam."

- O filho: Todos os versículos que estamos estudando apontam para Jesus como sendo o filho. A Bíblia não deixa dúvidas sobre a interpretação desse primeiro elemento.

- As nações: No texto do Salmo 2:7-12, vemos os mesmos três elementos de Apocalipse 12:5: o filho, as nações, e a vara de ferro. Nesse Salmo, aprendemos que o Filho irá quebrar as nações, a menos que se arrependam e decidam servir ao Senhor (Salmo 2:11). Agora podemos entender que 'as nações' são aquelas pessoas que ainda não servem a Deus.

- A vara de ferro: A vara é o instrumento com o qual Cristo iria esmagar as nações, para que pudessem ver claramente a decisão que teriam de tomar: confiar ou não nEle. (Salmo 2:12). Apocalipse 19:15 nos diz o que é essa vara de ferro que ele usa sobre as nações. "E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso." A vara de ferro é a espada afiada que sai da boca de Jesus. Você se lembra de como João descreveu o Cristo glorificado em Apocalipse 1:16? E de como Jesus se apresentou à igreja de Pérgamo em Apocalipse 2:12? Jesus tem uma espada afiada que sai de Sua boca. Ele usa essa espada para ferir as nações e trazê-las ao arrependimento. Essa espada é a Palavra de Deus, agora contida na Bíblia. Hebreus 4:12 diz: "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." (Veja os estudos #9, #17 e #18).

*** A criança foi arrebatada para Deus ***: À primeira vista, parece que a criança nasceu e foi imediatamente arrebatada para Deus como um bebê. Mas quando olhamos mais atentamente para Apocalipse 12:5, podemos ver a progressão dos acontecimentos. O Messias nasceu na nação judaica. Ele, então, passou a pregar Sua Verdade durante Seu ministério, chamando as pessoas ao arrependimento. Finalmente, ele morreu e ressuscitou. Ele voltou para o Céu e foi arrebatado para o Pai e Seu trono. Em Apocalipse 4 e 5 (estudos # 28-36), vemos a chegada de Cristo no Céu, como o Cordeiro que havia sido morto. Ele foi achado digno de se assentar no trono, ao lado direito do Pai. A expressão "arrebatado para Deus" nos faz lembrar de outra expressão que vemos em Daniel * 9:26, onde o "Messias [seria] cortado, mas não para si mesmo". Este versículo em Daniel está falando sobre o tempo em que Cristo iria morrer, selando o destino do pecado para sempre.

*** O que aconteceu com a mulher depois que ela deu à luz ***: Apocalipse 12:6 diz: "E a mulher fugiu para o deserto, onde já tinha lugar preparado por Deus, para que ali fosse alimentada durante mil duzentos e sessenta dias." Está claro que após o parto, a mulher fugiu do dragão. Mas o que isso significa? Como já mencionamos muitas vezes antes, em analogias da Bíblia, 'mulher' é sempre um símbolo da Igreja. A mulher grávida era uma referência à igreja de Israel. Cristo nasceu da linhagem de Davi, da tribo de Judá (Mateus 1:1-2). A mulher após ter dado à luz, ainda continuou sendo um símbolo da igreja de Deus. Mas tenha em mente que ela passou a ser um símbolo da igreja de um período de tempo diferente daquele de quando estava grávida. Vimos que o filho já tinha sido levado para o Céu quando a mulher fugiu do dragão. Nesse ponto, a igreja de Deus já não era formada unicamente por israelitas. Qualquer pessoa que aceita a Jesus torna-se parte da família de Deus. "Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo. Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa." (Gálatas 3:26-29). Apocalipse 12:6 não se refere à igreja original de Israel. Depois da morte de Cristo, quem O aceita como Salvador pode ser incluído. A mulher após o parto é um símbolo da igreja em todo o mundo. Essa Igreja é formada por aqueles que permanecem fiéis à mensagem da vara de ferro de Jesus.

- Ela fugiu para o deserto: O dragão passou a perseguir a mulher tão intensamente que ela precisou fugir para o deserto. A igreja cristã teve que fugir do mesmo modo como os antigos israelitas tiveram que fugir do Egito para o deserto (Êxodo 13:17; Êxodo 16:21). E assim como Deus havia preparado uma terra para os israelitas, Ele também tinha preparado um lugar para a mulher. Esse período de dificuldades duraria por 1.260 dias (Apocalipse 12:6). Mais uma vez, vemos esse período de tempo profético. Vimos este período em Apocalipse 11:2-3, quando o povo fiel de Deus (representado pelas duas testemunhas profetizando vestidas de saco) sofreu grande opressão nas mãos daqueles que não seguiam a Verdade de Deus (veja os estudos #16, #20, #68, #71 e #72). Apocalipse 12:14 deixa claro que esse período de 1.260 dias proféticos (ou 3,5 anos proféticos, o que equivale a 1.260 anos literais) é idêntico à expressão "tempo, tempos e metade de um tempo": "E foram dadas à mulher duas asas de grande águia, para que voasse para o deserto, ao seu lugar, onde é sustentada por um tempo, e tempos, e metade de um tempo, fora da vista da serpente". Daniel * 7:25 também fala sobre isso, quando ele menciona um poder que "destruirá os santos do Altíssimo" por "um tempo, tempos e metade de um tempo". (Veja também Daniel 12:7).

Todas essas referências aos 1.260 anos parecem apontar para o mesmo período de tempo. O foco dessa passagem de Apocalipse não está sobre a duração exata do tempo que a Igreja iria sofrer, mas está no fato de que Deus iria proteger seu povo fiel da morte espiritual. Este período corresponde à Idade Média, uma época em que os cristãos sofreram terrivelmente. Nós sabemos que este período iria acabar antes da Segunda Vinda de Jesus. Isso porque após essa perseguição inicial, o dragão passaria a perseguir o restante da descendência da mulher (Apocalipse 12:17).

*** Visão Geral ***: A ênfase de Apocalipse 12:5 parece estar no fato de que o Messias completou Sua missão. O dragão não teve nenhum poder ou capacidade para devorar a criança em nenhum ponto da vida de Cristo na Terra. O dragão estava pronto para atacar, e ainda assim, o Filho veio e Se foi de forma perfeita. Após a morte e ressurreição de Jesus, a identidade da Igreja fiel foi alterada. Não era mais uma questão de estar geneticamente ligada a Abraão. A conexão era agora feita através do sangue de Cristo. Qualquer pessoa que O aceita verdadeiramente passa a fazer parte da Igreja. Após o parto, a mulher se tornou um símbolo da Igreja cristã. Os cristãos sofreram terríveis perseguições durante a Idade Média, um período que durou cerca de 1.200 anos. Esse tempo de sofrimento é um paralelo aos 3,5 anos que Cristo sofreu durante Seu ministério na Terra. Deus, em Seu infinito amor e misericórdia, cuidou de Seu povo durante esse tempo difícil, dando sustento e nutrição espiritual. Assim como Jesus, o povo pode ter sofrido e enfrentado a morte. O próprio Jesus nos advertiu sobre a perseguição que iríamos sofrer por seguir Sua Palavra: "Tratarão assim vocês por causa do meu nome, pois não conhecem aquele que me enviou. Se eu não tivesse vindo e lhes falado, não seriam culpados de pecado. Agora, contudo, eles não têm desculpa para o seu pecado. Aquele que me odeia, também odeia o meu Pai. Se eu não tivesse realizado no meio deles obras que ninguém mais fez, eles não seriam culpados de pecado. Mas agora eles as viram e odiaram a mim e a meu Pai. Mas isto aconteceu para se cumprir o que está escrito na Lei deles: ‘Odiaram-me sem razão’. Quando vier o Conselheiro, que eu enviarei a vocês da parte do Pai, o Espírito da verdade que provém do Pai, ele testemunhará a meu respeito. E vocês também testemunharão, pois estão comigo desde o princípio." (João 15:21-27, NVI). Devemos continuar a testemunhar e viver de acordo com as instruções de Deus. Devemos confiar que Deus continuará a nos nutrir aqui na Terra, enquanto Ele está preparando um lugar para nós no céu. Jesus disse: "Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo." (João 16:33, NVI).

   
Real time web analytics, Heat map tracking
© Hello-Bible 2016