Saturday, 19 August 2017 07:35

78. Uma mulher, um dragão e um filho: o primeiro sinal * Apocalipse 12:1-2

Written by

1  E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça.

2  E estava grávida, e com dores de parto, e gritava com ânsias de dar à luz.

 

PARTE 1 - A mulher

 

*** Contexto Geral ***: A primeira metade do livro de Apocalipse lida com os eventos desde a ressurreição de Cristo até o tempo da Sua Segunda Vinda. Nos últimos 73 estudos, cobrimos os primeiros 11 capítulos do livro. Vimos que a Bíblia apresenta a a História do mundo em diferentes ângulos. O foco está no ponto de vista espiritual da História. Estamos agora para iniciar a segunda metade de Apocalipse. Os capítulos 12 a 22 irão nos mostrar o que estava contido no pequeno livro mencionado em Apocalipse 10 (veja estudos #66 a #69 para mais detalhes). O conteúdo do livrinho se concentra no que vai acontecer durante o fim dos tempos. Apocalipse 11:18 nos dá o resumo do que está por vir na segunda metade do livro do Apocalipse: “E iraram-se as nações, e veio a tua ira, e o tempo dos mortos, para que sejam julgados, e o tempo de dares o galardão aos profetas, teus servos, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra." Como o Dr. Stefanovic destacou em seu comentário, existem 5 tópicos principais em Apocalipse 11:18 que introduzem o que será discutido em Apocalipse 12 a 22:5:

1) As nações se enfureceram; 2) veio a sua ira; 3) o tempo dos mortos serem julgados; 4) tempo de dar a recompensa aos servos de Deus; 5) tempo para destruir aqueles que destroem a terra. Apocalipse capítulos 12 a 14 lidam com o primeiro tópico “as nações se enfureceram”. Esta ira é refletida na forma como Satanás e seus agentes trabalham para se opor povo de Deus.

*** O primeiro sinal: uma mulher ***: Tanto a primeira quanto a segunda metade do livro de Apocalipse começam incluindo uma palavra que é crucial para a interpretação do livro. Em Apocalipse 12:1, vemos a palavra grega sēmeion, que é o substantivo relacionado com o verbo sémainó (usado em Apocalipse 1:1). O substantivo sēmeion significa um sinal ou uma marca. É um símbolo. Vimos a forma verbal da palavra pela primeira vez em Apocalipse 1:1: “Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo”. A palavra escolhida para traduzir o verbo sémainó foi 'notificou'. Esta palavra é uma pista muito importante sobre a forma como devemos entender todas as imagens contidas na mensagem. As informações estão sendo transmitidas em uma linguagem simbólica. O termo aqui se refere aos eventos extraordinários que estão descritos no capítulo 12.

João começa o capítulo 12 afirmando que ele estava vendo uma cena incomum e de grande impacto: uma mulher excepcional. Muitos cristãos podem pensar que esta mulher é Maria, a mãe de Jesus. Mas como veremos neste estudo, a mulher é o símbolo de um outro elemento, da mesma maneira como o dragão é um símbolo para Satanás (Apocalipse 12:3). Como já discutimos várias vezes durante nossos estudos até agora, em analogias da Bíblia, o termo mulher é usado como um símbolo para a igreja do Antigo ou Novo Testamento (Jeremias 6:2; Isaías 51:16; Isaías 54:5-6; Ezequiel 16:8-14; Oséias 2:14-23; Amós 5:2; Jeremias 3:20; Oséias 1:2; Oséias 2:2-13; Ezequiel 16:15-19; Ezequiel 16:32; 2 Coríntios 11: 2; Efésios 5:25-32; Apocalipse 12:1-6; Apocalipse 19:7-8). Quando a Bíblia fala sobre uma mulher fiel, faz referência à igreja fiel. Da mesma forma, quando fala numa mulher infiel, é uma referência a uma igreja infiel. Isaías 26:17 compara o antigo Israel a uma mulher grávida: “Como a mulher grávida, quando está próxima a sua hora, tem dores de parto, e dá gritos nas suas dores, assim fomos nós diante de ti, ó Senhor!” Miquéias 4:10 também compara o Israel antigo com uma mulher na hora do parto: “Sofre dores, e trabalha, para dar à luz, ó filha de Sião, como a que está de parto, porque agora sairás da cidade, e morarás no campo, e virás até babilônia; ali, porém, serás livrada; ali te remirá o SENHOR da mão de teus inimigos.” (Veja também Isaías 66:7-9; Jeremias 4:31).

Não podemos ignorar o fato de que esse texto sobre a mulher de Apocalipse 12 vem logo após o texto sobre as duas testemunhas. Como vimos nos estudos #72 a #77, as duas testemunhas são um símbolo da Bíblia e da Igreja. Desta forma, a mulher de Apocalipse 12 também está ligada às duas testemunhas, porque as duas testemunhas são a mulher fiel espalhando ativamente o Evangelho. Assim como as duas testemunhas, a mulher de Apocalipse 12 passa por um período de dificuldades que durou 1.260 dias (Apocalipse 11:3; Apocalipse 12:6). Esta é outra indicação de que a mulher de Apocalipse 12 não pode ser uma pessoa real, como Maria, porque a Bíblia nunca menciona tal período na vida de Maria. Além disso, Apocalipse 12:17 diz que, algum tempo depois, o dragão passou a lutar com o remanescente da mulher. Esse verso enfatiza mais ainda a natureza simbólica do termo 'mulher'. Os dois sinais no céu vistos em Apocalipse 12 seguem um padrão: João vê um símbolo, ele descreve o símbolo e a situação em que o símbolo é encontrado:

 

 
Apocalipse 12:1-2
Apocalipse 12:3-4
Um sinal no céu (o símbolo)
Uma mulher
Um dragão vermelho
Descrição
vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e sobre sua cabeça uma coroa de doze estrelas
que tinha sete cabeças e dez chifres e sete coroas sobre as suas cabeças
Situação
grávida, prestes a dar à luz, passando pelas dores do parto
sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu e lançou-as sobre a terra

 

Os cristãos do século 1 estavam familiarizados com a descrição simbólica do povo de Deus como a noiva de Cristo. Esse conceito está presente tanto no Antigo quanto no Novo Testamento: “Porque o teu Criador é o teu marido; o Senhor dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra." (Isaías 54:5); “Mas a Jerusalém que é de cima é livre; a qual é mãe de todos nós." (Gálatas 4:26). A Igreja é, ao mesmo tempo, a mãe do Messias e Sua noiva. Apocalipse 12 se refere mais especificamente a Israel. Jesus nasceu como um judeu, na tribo de Judá. Jesus veio à Terra como um ser humano, a fim de salvar seu próprio povo e de lhes restaurar ao Pai.

*** O que ela estava vestindo ***: Existem três elementos a respeito da roupa da mulher: o que estava sobre seu corpo, debaixo dos seus pés e sobre sua cabeça. Note que temos aqui a descrição do que ela está vestindo da cabeça aos pés. Ela tem uma roupa completa. Os símbolos usados para descrever sua roupa (o sol, a lua e as estrelas), muitas vezes aparecem juntos na Bíblia. Um exemplo disso é o sonho de José a respeito de seus pais e irmãos (Gênesis 37:9). Outro exemplo é o quarto dia da criação (Gênesis 1:16). A roupa da mulher de Apocalipse 12 reflete aquEle a quem ela considera ser a fonte da verdade e de salvação: Jesus Cristo.

- Vestida com o sol: A roupa que a mulher estava usando nos lembra a descrição de Jesus no monte da transfiguração, onde Elias e Moisés apareceram próximo a Ele: “E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz“. (Mateus 17:2). Sua descrição também nos faz lembrar da noiva de Salomão, que era pura como o sol e tão bonita como a lua (Cantares 6:10). Jesus é quem fornece vestes puras e de justiça para aqueles que vencerem (Apocalipse 3:5, veja também Zacarias 3:4-5). A mulher de Apocalipse 12 é a Igreja fiel de Israel.

- Lua debaixo dos seus pés: A lua não tem luz própria, mas reflete a luz do sol. A mulher de Apocalipse 12, ou igreja fiel, está de pé, firme sobre a lua. A Bíblia nos diz o seguinte a respeito das escrituras: “A tua palavra é lâmpada para os meus pés, e luz para o meu caminho.” (Salmo 119:105). Aqui temos o segundo aspecto das duas testemunhas que vimos em Apocalipse 11:1-14. A mulher de Apocalipse 12 possui os mesmos atributos das duas testemunhas. 2 Coríntios 4:6 diz: “Porque Deus, que comandou a luz para brilhar fora da escuridão, brilhou em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo" (Veja também Apocalipse 1:16).

- Coroa de 12 estrelas sobre a cabeça: como vimos nos estudos anteriores, o número 12 representa a igreja em qualquer ponto no tempo. Em nosso estudo #47, vimos que o número 12 é um número que aparece tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, e ele está sempre ligado ao povo de Deus. A Bíblia menciona 12 patriarcas de Sete até Noé, 12 patriarcas de Cem até Jacó, 12 tribos de Israel, 12 espias enviados à Terra prometida, 12 juízes (de Otoniel até Samuel), 12 discípulos, 12 portões na Nova Jerusalém que tem o nome das 12 tribos, e 12 fundações que têm os nomes dos 12 apóstolos. Efésios 2:20 também menciona que a igreja de Deus é edificada sobre o fundamento dos 12 apóstolos e dos profetas, com Cristo sendo a pedra fundamental. A mulher de Apocalipse 12 tem sobre sua cabeça uma coroa de 12 estrelas. A palavra grega para coroa usada aqui é stephanos. A coroa stephanos é a coroa da vitória usada nos tempos gregos para celebrar os atletas vencedores. A coroa stephanos é diferente da coroa real. A coroa real é chamada diadema em Apocalipse (Apocalipse 12:3; Apocalipse 13:1; Apocalipse 19:12).

*** Sua situação ***: A mulher estava grávida, prestes a dar à luz, já labutando com as dores do parto (Apocalipse 12:2). Olhando pelo ângulo de que estamos falando do povo escolhido de Deus, aqui representado pela mulher, podemos ver claramente que ela é o cumprimento da promessa que Deus deu a Adão e Eva no Jardim do Éden. Deus disse para a serpente: “Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e a sua descendência; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” (Gênesis 3:15). A princípio, esse verso parece ser difícil de entender. Então vamos olhar mais de perto e ver o que ele realmente ele está dizendo: “E [Deus porá] inimizade entre [a serpente] e a mulher, entre a semente [da serpente] e a semente [da mulher]; [o filho da mulher] ferirá a cabeça [da serpente], e [a serpente ferirá] o calcanhar [do filho da mulher].” Esta foi a primeira promessa de um Salvador dada à humanidade. Daquele ponto em diante, o povo de Deus começou a esperar por um menino que iria esmagar o pecado de uma forma mortal. O Messias viria de entre o povo de Deus (Atos 13:23). Apocalipse 22:16 é o versículo chave para entender a gravidez da mulher, e Quem é seu filho: “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã.” Jesus é descendente de seu povo, a Igreja. Ele é o leão da tribo de Judá (Apocalipse 5: 5). Ao mesmo tempo, Ele é a raiz da Igreja. A Igreja existe por causa de Cristo.

*** Visão Geral ***: Apocalipse 12 marca a parte do livro de Apocalipse que trata especificamente dos eventos finais. Ela começa por dar ao leitor um breve histórico de quem são os personagens principais: o povo de Deus, o inimigo de Deus, e Jesus Cristo. A narrativa flui a partir da perspectiva do povo de Deus, simbolizada por uma mulher grávida. Esta mulher era diferente de qualquer outra. Ela estava vestida com mantos de justiça, mantendo-se firme na Palavra de Deus. Ela possuía a coroa de vitória, prometida ao povo fiel de Deus. Mais uma vez, a Bíblia e o povo de Deus estão conectados. Vimos pela primeira vez um vislumbre dessa ligação em Apocalipse 1:3, que diz que recebemos uma bênção especial quando lemos, ouvimos e mantemos as palavras da profecia desse livro. O Messias veio ao mundo através da Igreja de Israel. Jesus é Emanuel, que significa Deus conosco (Mateus 1:23). Jesus se fez homem para nos salvar do pecado. Todos os três personagens de Apocalipse 12 são retratados em João 1:1-18. Jesus é a Luz, a Palavra que se fez carne, que o mundo rejeitou. Ele resplandeceu nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra Ele. Seu servo (João Batista, que representa a missão que a Igreja deve carregar) foi chamado para pregar sobre esta Luz para o mundo, como testemunha diante da humanidade. “Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus”. (João 1:12).

   
Real time web analytics, Heat map tracking
© Hello-Bible 2016