Saturday, 27 May 2017 09:13

67. O pequeno livro: um livro aberto e uma declaração selada * Apocalipse 10:1-7- Parte 2 de 3

Written by

2 E tinha na sua mão um livrinho aberto. E pôs o seu pé direito sobre o mar, e o esquerdo sobre a terra;

4 E, quando os sete trovões acabaram de emitir as suas vozes, eu ia escrever; mas ouvi uma voz do céu, que me dizia: Sela o que os sete trovões emitiram, e não o escrevas.

 

Parte 2 - Apocalipse 10:2,4

 

*** Um livro pequeno aberto ***: A palavra grega usada para livro pequeno em Apocalipse 10:2 é bibliaridion. Esse verso nos diz que esse pequeno rolo está aberto. Já em Apocalipse 5, vemos um rolo fechado. A palavra para rolo no capítulo 5 foi traduzida do grego biblion. Bibliaridion é a forma diminutiva de biblion e biblos, e se refere ao rolo de papiro. O conteúdo do livro selado no capítulo 5, somente poderá ser completamente revelado quando todos os selos forem abertos. Iremos estudar esse assunto mais adiante, e com mais detalhes, quando começarmos Apocalipse 12. Por enquanto, vamos nos concentrar no fato de que apenas uma parte do livro está sendo revelada para João, na forma de um livro pequeno.

Alguns comentaristas bíblicos sugerem que o rolo pequeno é o livro de Daniel, que estava selado "até o fim do tempo" (Daniel * 12:4,9). Esse conceito é interessante, mas limitado. O conteúdo do livro pequeno parece ir além do período de tempo descrito nas partes proféticas do livro de Daniel. Precisamos ter em mente que até esse momento (início de Apocalipse 10), João ainda não sabia do que se tratava o livro pequeno. Ele sabia apenas que o livro estava aberto, e que havia sido enviado por Deus, através de um anjo forte.

*** Sete Trovões ***: Quando João ouviu o anjo clamar em alta voz (Apocalipse 10:3), ele também ouviu um outro som. João descreveu esse som como sendo a voz de sete trovões. Eles eram OS sete trovões - a voz de trovão que o povo já conhecia (Salmo 29:3-9; Jó 26:14; Jó 37:5). O clamor do anjo ocorreu antes do som dos sete trovões. A voz de Deus é frequentemente representada na Bíblia pela voz de trovões. O fato de que eram sete trovões também é importante. Como vimos antes, o número sete aparece várias vezes na Bíblia. O número sete frequentemente representa a totalidade de Deus e Sua perfeita plenitude (veja os estudos #31 e #11). O número sete é um símbolo também. João descreveu a voz de Deus como sendo sete trovões. João parecia poder entender o que os sete trovões estavam dizendo, porque ele estava preparado para escrever as palavras que ouvia. Mas uma voz do céu ordenou que João não escrevesse o que os sete trovões haviam emitido, e que selasse as palavras que os eles haviam dito. Ninguém mais deveria ficar sabendo o que os sete trovões haviam dito, apenas João (Apocalipse 10:4). Por outro lado, A mensagem trazida pelo anjo forte, em seu rugir como leão, deveria ser revelada a todos (Apocalipse 10:6,7). A voz de Deus profetizando julgamentos que estão prestes a acontecer é, algumas vezes, comparada ao rugir de um leão. (Jeremias 25:30; Oséias 11:10; Joel 3:16; Amós 1:2; Amós 3:8). A voz de Deus como trovões demonstra quão infinito e poderoso Ele é (Apocalipse 4:5; Salmo 18:13; Salmo 81:7; 1 Samuel * 7:10; Jó 40:9).

Em João 12:28-30, Deus fala com uma voz vinda do Céu, e "a multidão que ali estava, e que a ouvira, dizia que havia sido um trovão. Outros diziam: Um anjo lhe falou." (João 12:29). Na Bíblia, trovões soam antes de ações divinas importantes. Stefanovic menciona os seguintes eventos onde vemos a voz dos trovões:
- Antes da abertura dos sete selos (Apocalipse 4:5; Apocalipse 6:1)
- Antes das sete trombetas (Apocalipse 8:5)
- Antes da guerra entre o dragão e a mulher, que chegou no ápice com as sétimas últimas pragas (Apocalipse 11:9)
- Antes dos momentos finais desse mundo, ao final do julgamento (Apocalipse 16:18)

*** Sela a declaração ***: O que Deus disse através dos sete trovões parece ser de extrema importância, mas não sabemos o que Ele disse. João tentou escrever imediatamente, mas Deus tinha outros planos. Deus achou necessário que apenas João ouvisse a informação. O fato é que não sabemos o que Ele disse naquele momento. O anjo tinha uma revelação aberta, mas os sete trovões tinham uma mensagem que deveria ser selada (Apocalipse 10:4). Não se deveria ter nenhum documento do que os sete trovões haviam declarado. Ainda assim, Deus achou necessário que João incluísse que os sete trovões haviam dito algo. De alguma maneira, seríamos beneficiados pelo conhecimento de que Ele havia dito alguma coisa. Em todos os outros momentos de Apocalipse, João é encorajado a escrever a visão (Apocalipse 1:11,19; Apocalipse 14:13; Apocalipse 21:5). Podemos então concluir que esse pedido de selar a declaração dos sete trovões é o que Deuteronômio chama de: as coisas encobertas que pertencem a Deus (Deuteronômio 29:29). Quando Paulo recebeu a visão, ele "ouviu coisas indizíveis, coisas que ao homem não é permitido falar". (2 Coríntios 12:4). Essas palavras "indizíveis" não eram para serem repetidas por seres humanos. Eram palavras que pertenciam somente a Deus. Assim como Paulo, João ouviu palavras indizíveis. É possível que essas palavras não fossem proféticas, e é por isso que ele tinha que selar a mensagem. Mais adiante em Apocalipse, João recebe instruções a respeito da mensagem profética que ele deveria passar para as igrejas: João recebe a ordem para não selar "as palavras deste livro" (Apocalipse 22:10). Vemos aqui um contraste interessante: as palavras dos sete trovões estão seladas e pertencem a Deus, já as palavras do livro pequeno, que está aberto, são profecias sendo dadas à humanidade.

*** Visão Geral ***: João estava em um estado de prontidão. Ele estava preparado para escrever tudo que estava vendo e ouvindo em visão. Ao receber a mensagem de Deus, através do anjo, outra mensagem foi enviada. Desta vez, através do som de sete trovões. Uma mensagem estava aberta ao público, e a outra não. Uma estava sendo revelada, e a outra sendo selada. Os sete trovões podem ser entendidos como sendo a autenticação pessoal de Deus à mensagem que o anjo vinha trazendo. Deus estava controlando diretamente quais informações deveriam ser comunicadas ao povo, e quais não deveriam ser transmitidas. Isso mostra que o que João revelou no livro de Apocalipse não é o conteúdo que João achou por bem incluir. A mensagem foi cuidadosamente elaborada pelo próprio Deus.

   
Real time web analytics, Heat map tracking
© Hello-Bible 2016