Saturday, 14 January 2017 20:52

48. A grande multidão * Apocalipse 7:9-12

Written by

9 Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos;

10 E clamavam com grande voz, dizendo: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono, e ao Cordeiro.

11 E todos os anjos estavam ao redor do trono, e dos anciãos, e dos quatro animais; e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus,

12 Dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. Amém.


*** Depois destas coisas, João olhou ***: Vemos uma repetição de estruturas literárias na maneira como João descreve o que está acontecendo à sua volta. Primeiro ele ouve uma informação, mas quando ele se volta para ver do que se trata, ele descreve a cena de uma maneira diferente.

O que João ouve

O que João vê

Versos

Voz como de trombeta

Jesus caminhando no meio dos candelabros

Apocalipse 1:10-13

Leão da tribo de Judá

Um Cordeiro, como havendo sido morto

Apocalipse 5:5-6

O número dos selados eram 144,000

Uma multidão, a qual ninguém podia contar

Apocalipse 7:4,9

A grande prostituta que está assentada sobre muitas águas

Uma mulher chamada Babilônia, que estava sentada sobre uma besta de cor escarlate

Apocalipse 17:1-5

A esposa do Cordeiro

A cidade santa, Jerusalém

Apocalipse 21:9-12

 

Em Apocalipse 5:5-6, João ouviu que o Leão da tribo de Judá havia chegado, mas quando ele olhou, viu um cordeiro que havia sido morto. Em Apocalipse 7:4, João ouviu o número do povo de Deus que havia sido selado, 144.000, mas quando olhou (verso 9), viu um grupo que ninguém podia contar. À primeira vista, parece que os 144.000 e a grande multidão são dois grupos diferentes de pessoas. Um formado pelas tribos de Israel, e o outro pelas nações do mundo. Mas quando estudamos mais a fundo, podemos ver que eles são, na verdade, o mesmo grupo de pessoas, sendo descritos em períodos de tempo diferentes. A grande multidão está sendo descrita em um momento “depois destas coisas” (verso 9). Isso quer dizer que o período “depois destas coisas” ocorre após João ter ouvido o número 144.000, após o selamento do povo, e após sua organização em formação militar em preparação para a batalha espiritual. Depois que João ouviu essas coisas, ele olhou e viu o que estava acontecendo.

*** Todas as nações, tribos, povos, e línguas ***: Em Apocalipse 7:4, João ouviu que o grupo dos selados era formado por pessoas de todas as tribos de Israel. Mas quando ele olhou (verso 9), ele viu que elas eram de “todas as nações, e tribos, e povos, e línguas”. Isso enfatiza mais ainda a natureza simbólica dos 144.000 como sendo o Israel espiritual que os apóstolos costumavam falar (Gálatas 3:29). A Bíblia não poderia ser mais clara a respeito de quem será salvo. Salvação está disponível para todo mundo. Durante os últimos dias, as diferenças de cultura não vão ser o que irá dividir os fiéis. Sua crença nas verdades de Deus, obediência aos Seus Mandamentos, e sua fé em Jesus será o que vai unir e descrever o povo de Deus (Apocalipse 14:12). Podemos identificar essa grande multidão, ao lermos a letra da música em Apocalipse 5:9-10. A música fala sobre os remidos, que foram comprados para Deus “de toda a tribo, e língua, e povo, e nação”, e que foram feitos reis e sacerdotes para reinarem sobre a Terra.

*** Diante do trono e do Cordeiro, vestidos de branco ***: Essa parte do verso 9 nos fala onde os salvos estarão depois de serem selados, e de verem Cristo retornar. Após o fim da batalha, o exercito de Deus já não mais estará em formação militar, mas sim reunidos como uma grande multidão diante do trono e de Jesus. Naquele momento não haverá mais necessidade de um exército. Eles se encontram diante de Deus, com a roupa branca que Ele havia prometido ao vencedor em Apocalipse 3:5. Podemos ver que esse verso descreve o caminho do vencedor através dos tempos. Aqueles que crerem serão salvos em meio a todo o caos da Terra, que foi mencionado no começo do sexto selo. E sua recompensa será passar tempo precioso com Jesus.

*** Palmas nas suas mãos ***: Em João 12:13, lemos sobre a multidão em Jerusalém, celebrando a chegada de Jesus na cidade. Eles tinham ramos de palmas nas mãos. Durante a Festa dos Tabernáculos, o povo deveria se alegrar diante do Senhor com ramos de palmeiras (Levítico 23:40). Assim como as vestes brancas, os ramos de palmas são símbolo de vitória e comemoração. A grande multidão diante do trono não pode conter seu louvor a Deus. A batalha terminou. Mais uma vez, vemos o comportamento natural que as pessoas apresentam quando estão na presença de Deus. Elas prestam louvores.

*** Salvação ao nosso Deus ***: João descreve os que foram redimidos. Eles estão celebrando a vitória sobre Satanás. Mas eles não tomam para si nenhum crédito nessa conquista. Cristo foi quem os libertou, através do Seu sangue. E da mesma maneira como vimos os seres celestiais fazendo durante a ascensão de Cristo ao trono (Apocalipse 4 e 5), os remidos também entoam louvores a Deus com grande voz. Os remidos não são os únicos louvando a Deus. O Apocalipse 7:11 descreve uma cena familiar. Assim como João fez no começo do livro, os seres celestiais caem aos pés de Jesus, em adoração. Sua música parece ser a mesma cantada em Apocalipse 5:9-14, “Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. Amém.” (Apocalipse 7:12).

***Visão Geral***: Os salvos, que são aqueles que receberam o selo de Deus, foram também contados, mas não de uma maneira humana. Para Deus, o número simbólico 144.000 é um total que ninguém pode contar (Apocalipse 7:9). Cabe somente a Deus saber quando todas as pessoas tiverem tomado sua decisão, e escolhido estar ou não ao lado de Deus. Quando esse “número” for atingido, os dois grupos estarão definidos. Os fiéis serão descritos de uma maneira diferente de como foram descritos no começo do capítulo. Já não serão mais um grupo em formação militar. Eles estarão usando vestes de vitória, celebrando, louvando e adorando diante do trono de Deus. A grande multidão de salvos e de anjos estará adorando a Deus da mesma maneira que os seres celestiais o fizeram quando Cristo retornou ao Céu após Sua ressureição (Apocalipse 4 e 5). Toda honra e glória, todo o mérito pela vitória sobre o mal será dada àquEle que está assentado no trono, e ao Cordeiro. É por causa da glória eterna de Deus, Seu poder, e Sua força que os remidos serão capazes de perseverar até o fim. Os salvos diante do trono poderão estar na presença de Deus porque confiaram em Deus integralmente, e colocaram suas vidas nas mãos do Senhor.

   
Real time web analytics, Heat map tracking
© Hello-Bible 2016